Fórum Dong Bang Shin Ki (DBSK/TVXQ) Portugal

Conheces este grupo coreano com tanto sucesso? Então junta-te a nós, sejas fã ou queiras saber mais e diverte-te!
 
InícioPortalGaleriaFAQBuscarRegistrar-seMembrosGruposLogin

Compartilhe | 
 

 [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
AutorMensagem
Lili
Bramble Odisseia
Bramble Odisseia


Feminino
Número de Mensagens : 648
Idade : 27
Localização : Madeira
Emprego/lazer : Estudante
Humor : Mais feliz não podia estar :D
Membro Preferido : Yunho *.*
Música Preferida : Love in the ice, O, Tri-Angle, Dead End, Miduhyo, The Way U Are, Crazy Life, Rising Sun, Insa, Footsteps, One, Holding back the tears, A Heartbeat Away, Free Your Mind, Dangerous Mind, Mirotic, Wrong Number, Hey! (Don´t Bring Me Down), Force, Picture of you, survivor, Take your hands, Break Out, Shelter(Jae/Yoo)

Data de inscrição : 16/02/2008

MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Qua Dez 03, 2008 3:10 pm

TÁ TÃO LINDO COMO SEMPRE!!!!!!!!!!! Já não existe palavras para descrever como escreves, como eu me sinto a ler as tuas fics.

Por favor continua^^

_________________

시아준수 * 믹키유천 * 영웅재중 * 최강창민 * 유노윤호
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://dbskportugal.forumeiros.com
nayomira
Deusa Odisseia
Deusa Odisseia


Feminino
Número de Mensagens : 1755
Idade : 26
Localização : Salamanca - Bragança xDDD
Emprego/lazer : Estudante da Faculdade nos tempos livrx! lol!
Humor : I wanna be a froggieeeee! XD
Membro Preferido : Junsu-oppa~ em primeiru lugar....depois vem o Junsu~oppa!!! muhaha!
Música Preferida : Darkness Eyes, Purple Line, Love in the Ice, Kiss Shita Mama Sayounara, Dead End, Rising Sun, O, Choseey Lover, The way you are, Tri-Angle, Doushite Kimi wo Suki ni Natte Shimattan Darou, MIROTIC, Wrong Number, 9095, etc etc! xD
Data de inscrição : 01/04/2008

MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Sex Dez 05, 2008 6:50 pm

NOTAS DA AUTORA:

FINALMENTE!!!!! o novo capitulo, minha gente chata e viciada em fics! LOL! xD aqui teem!! a ultima parte do cap 2, dedicada à Munny, como ja sabiam! ^^

peço desculpa pela demora...nao andava muito inspirada! xDDD de qualquer forma...esta fic vai ficar muuuito interessante já que vamos ter uma personagem extra que vai enriquecer aqui a coisa e mostrar que o destino é de certa forma...moldavel e com varias interpretaçoes! ^^ de todas as formas, enjoy, principalmnt a protagonista do cap, pois claruh! xP comentem, minha gente, comentem! xD

e a partir destes capitulos vamos ter PAAARTY!!! aleluia! xD





“O que reside atrás de nós e o que reside à nossa frente são pequenas coisas comparadas com o que vive dentro de nós”
Oliver Wendell Holmes



[Capítulo 2 – “Cinco estranhas, cinco destinos”]

[Parte 5 – “Munny”]

-Mas queres despachar-te, Melanie?

A rapariga de olhos grandes olhou para a amiga, deixando a mala que estava a fazer sozinha, com uma expressão assassina.

-Voltas a chamar-me isso e és uma gaja moooooorta, Mariana!!! MORTA!!!

-Ok, ok, desculpa. Mea Culpa. Mas, pelo amor de Deus, queres fazer essa mala? O autocarro deve estar aí a chegar!

A morena suspirou e voltou para a sua mala.

-Sim…Sim…Já estou a ir!!!

Farta de tentar enfiar as coisas na mala sem sucesso, meteu tudo o que lhe faltava à pressa e depois sentou-se nela, com todo o seu peso, que infelizmente era pouco e não lhe serviu para cumprir o seu propósito. Olhou a amiga, que estava em frente a ela, com cara de serenidade, já que estava à espera de uma atitude deste género, e olhou-a perfurante.

-Ajudinha, não?

A rapariga suspirou e sentou-se na mala, juntando-se à amiga, forçando a mala e conseguindo, finalmente, fecha-la.

-Fácil! Remédio Santo!

-Para uma miúda de 17 anos, continuas a não regular muito bem.

-Nem nunca vou regular, meu amor! Esse é um dos meus encantos.

Uma buzina vinda do lado de fora da casa cortou qualquer resposta que estive na garganta da outra. As raparigas olharam para fora e viram o seu autocarro esperando por elas, com quase toda a sua turma lá dentro.

Correram para fora, arrastando as suas pesadas malas pelo caminho e entraram no autocarro, ocupando os seus lugares.
A morena ficou do lado da janela, e olhou pelo vidro, tomando pouca atenção ao que se encontrava para lá do cristal. Ainda nem acreditava que se dirigia ao aeroporto que a iria levar ao outro lado do mundo.


“-Mas afinal querem decidir-se ou não?
-Já estamos nesta discussão há horas! Porque não nos ficamos por Lloret del Mar? É onde vai sempre toda a gente.
-Exacto! Não fica um pouco cansativo de ir sempre ao mesmo sítio? Bem…Temos Itália, Inglaterra, França…
-Que tal Coreia?
-…Desculpa?
-Coreia! Uma viagem de finalistas à Coreia. Era no mínimo, uma boa ideia! Não?”


De facto, tinha sido. Por incrível que parecesse, toda a turma tinha concordado no destino. Coreia. Dentro de muitas horas estaria na Coreia. Nem podia acreditar. Era como ganhar a lotaria. Perdida nos seus pensamentos, a morena nem reparou numa voz monocórdica chamando-a.

-Montenegro… Montenegro… MELANIE!

-Ó aluada…É para ti!

A rapariga desviou o olhar da janela e olhou para o lado.

-Vê se deixa o mundo da Lua e responde à chamada, Melanie.

A jovem corou, não só devido à situação embaraçosa onde se encontrava agora mas também por estar a ser reaprendida por ela. ELA. Ah…Tinha que deixar de ter estes pensamentos. Era uma professora como todas as outras, porque tinha o seu coração que bater mais depressa cada vez que ela a olhava com esses olhos? Lembrou-se que tinha que responder, sendo que a mulher e a sua turma inteira continuava a olhar para ela
.
-D-Desculpe, Professora Carla.

A mulher sorriu e a rapariga corou ainda mais e o seu coração ameaçou sair-lhe do peito. Aproximou-se da rapariga e sussurrou-lhe ao ouvido algo que só a jovem ouviu.

-Está atenta para a próxima vez…Munny.

Deu meia volta e continuou a chamada, com o autocarro ainda em movimento.

A jovem estava atónita. O seu coração estava na garganta e a sua cara mais vermelha que todo o vermelho do planeta. Levou uma mão ao peito tentando acalmar-se antes que as pessoas se dessem conta. De qualquer maneira, não contava com aquela reacção DELA.

Mariana olhou para a amiga e desconfiando o que lhe passava pela cabeça, passou-lhe uma mão pela frente dos olhos.

-Vê lá se acordas senão toda a gente repara.

A jovem pestanejou um par de vezes e olhou para a amiga.

-Tens razão. Desculpa.

-Mudemos de conversa. Ando a ler uns livros muito fixes.

“A Mariana a ler livros fixes? Que santo caiu do altar sem eu saber?”

-Sobre…

-Destino.

-Hã?

-Destino. D-e-s-t-i-n-o.

-Eu percebi a palavra, parva. Mas falam sobre o quê concretamente?

-Sobre as várias visões e interpretações do destino. Sobre o ponto de vista de muitos autores.

-Ah…Que…Interessante…

-O que é que tu achas?

-O que é que eu acho do quê? De tu andares a ler livros sobre o destino? Que pifaste esse cérebro, finalmente.

A morena sentiu uma cotovelada e gemeu.

-Não é isso! Qual é a tua opinião sobre o assunto?

-Desculpa? Fundiste os neurónios ou quê? O que te deu para te pores a perguntar-me isso?

-Responde lá à pergunta, caramba.

-…Não sei…Quer dizer, não me faz diferença. O destino sou eu que o faço. Se me divertir nesse entretanto, melhor!
Talvez algumas coisas estejam planeadas, mas não perco o meu dia a pensar nisso.

Voltou a virar-se para o lado e a fitar a janela. Destino? Destino? Que maneira tão estúpida de encarar a vida. Quer dizer, que diferença fazia? Não precisava de pensar no destino para viver. Ou melhor, não lhe fazia diferença nenhuma. Estava a caminho da Coreia. Se o destino importava? Pois que tecesse as suas malhas, ela cá estaria para aproveitar cada momento.

No momento que olhou para o lado, em vez da amiga, viu uma sombra, uma sombra pequena, um rapaz, chorando, com as mãos a cobrir-lhe a cara. O terror apoderou-se da frágil jovem e esfregou os olhos. Quando os abriu, viu outra vez a amiga, olhando para ela preocupada.

-Munny, estás bem?

-S-Sim, estou.

Voltou a cabeça para a frente e apoiou-se no parapeito da janela. O que tinha sido aquilo? Não teve muito tempo para pensar sobre aquilo pois chegaram ao aeroporto antes que desse por isso.

A viagem de avião tinha sido chatíssima. Principalmente devido ao facto de que não tinha ficado ao lado da Mariana, mas sim ao lado de um rapaz coreano tagarela que não se calou durante a viagem e não descansou enquanto não partiu de volta a sua casa, com o número de telemóvel da jovem. E ele iria telefonar. Munny estava segura disso. Infelizmente.

Demoraram horas até que toda a gente tivesse as suas malas. A jovem estava irritada, cansada e quase começou aos pontapés à esteira rolante, mas controlou-se.

Finalmente chegaram ao hotel e quando Munny se deitou na cama, agradecendo a Deus que houvesse algo chamado colchão e almofada de penas, qaundo o seu telemóvel tocou.

-É agora que eu mato alguém!! SÓ ME FALTAVA A PORCARIA DO TELEMOVEL! Hoje ninguém em deixa em paz?

Mirou o ecrã do telemóvel. Número coreano? Não…Não é possível que seja…

-Dong-Sun! Sou eu, sim! Eu disse que te telefonava!

“E…Agora todos os meus piores pesadelos se realizaram!”

-Queres ir tomar um café?

-O quê? Acabei de chegar ao hotel. Achas mesmo que estou com vontade de cafés agora? Se queres ter um encontro comigo, marca para mais tarde.

-Espera! Não desligues. Na verdade…É um encontro. Mas não é comigo.

-Explicas-te, se faz favor?

-É um amigo meu…Ele tem andado assim meio…Em baixo. Estava a pensar se não quererias ir animá-lo.

-Bem…É que…Eu sou…Mais ou menos…Comprometida.

Pensou numa certa pessoa e corou.

-Haha! Não faz mal. É só para lhe fazer companhia e convencê-lo a sair de casa, senão acho que aquele homem morre lá.

-Bem…Sendo assim…Porque não? Onde nos encontramos?

-Eu dou-te a morada.

Depois de anotada a morada, a morena levantou-se violentamente da cama e foi até à casa de banho, tomar um duche, tentando fazer uma figura minimamente decente.

Meia hora depois estava em frente a um café. Tinha uma entrada vistosa, parecia um café americano, com um toldo vermelho pendendo para a porta. Suspirou. Avançou e entrou no café. Não estava muita gente. Um casal sentado numa parte escondida do café e duas raparigas ocidentais, ao longe, conversavam animadamente. Uma tinha os cabelos encaracolados, com madeixas vermelhas e a outra os cabelos negros e usava óculos. A maneira como falavam, a sonoridade das palavras era-lhe familiar, mas não ligou muito.

Sentou-se numa mesa no centro do café e esperou o seu…Convidado.

Alguns minutos depois e com uma taça de café à sua frente, a jovem ouviu um grito desesperado e um barulho intenso de uns travões. As duas raparigas ao fundo do café viraram-se e encaminharam-se para fora, para ver o que se tinha passado. A jovem fez o mesmo e quando saiu do café, viu um rosto conhecido do outro lado da estrada, gritando o nome do rapaz que jazia na passadeira.

-Dong-Sun? O que raio aconteceu ali?


________________

prox cap: continuaçao do "nayomira" e aprecimentu d uma nova prrsonagem! ^^

_________________
FANFICS:

[Link]


[link]



Última edição por Nayomira em Qui Dez 25, 2008 8:06 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Milu
Fã de Ouro
Fã de Ouro


Feminino
Número de Mensagens : 275
Idade : 22
Localização : Leiria *-*
Emprego/lazer : Que pergunta.. --'
Humor : Demasiado extravagante! XD
Membro Preferido : Yunho, Yunho e YUNHO! <3 (e depois o Changmin xDD)
Música Preferida : Love in the Ice; Darkness Eyes; O; Rising Sun; Purple Line; Tri-Angle; Box in the Ship; Drive; Doushite; MIROTIC; E não me peçam para por aqui a lista toda xDD
Data de inscrição : 16/08/2008

MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Sex Dez 05, 2008 6:59 pm

SÓ PODIA! Só podia ser uma situação ridícula com a Carla! És do piorio, Filipa Maria!! XDDDDDD
Dong-Sun? Qué isso? Quem raio é esse? Qué feito do meu Yunho? Desde quando é que eu sou comprometida?! O__O

Adorei! Continua, continua! *-*

EDIT:
PERA! CALMA AÍ!
ALTO E PÁRA O BAILE!!


Nayomira, dás-te conta dos problemas que posso ter se alguém da minha escola alguma vez deparrar com isso?! O QUE RAIO VÃO ELES PENSAR? Shocked Shocked Shocked (refiro-me a estes textos acerca da Carla. Ainda pensam q eu sou... Prontos! O___O')
Tou curiosa para ver o que raio irias fazer com uma cena destas na fic, mas é um bocado perigoso o__o' Não há maneira de fazer com que os tópicos sejam restritos apenas a pessoal do fórum? XDDDD


Última edição por Milu em Sab Dez 06, 2008 6:33 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://munny.pt.vu
Sandrita
Fã de Ouro
Fã de Ouro


Feminino
Número de Mensagens : 604
Idade : 26
Localização : A estudar em Lisboa mas sou de Faro (minha bela terrraaaaa ^^)
Emprego/lazer : Unversidaddddd ^^ University and lots of fun ahahahah
Humor : ultimamente nao anda muito bom... lool mas apesar de tudo o sofrimento não há de o derrubar constantemente :)
Membro Preferido : Junsu~ ^^
Música Preferida : hmmm adoro todas xD mas as que oiço mais são Holding Back the tears, Insa, Love is Never Gone, Beautiful Life, Begin e mais recentemente Doushite Kimi wo Suki ni Natte Shimattan Darou, Summer Dream e Mirotic (viciada já xD) ^^
Data de inscrição : 15/07/2008

MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Sab Dez 06, 2008 2:33 am

Looool ainda n apareceu a personagem??? Passei esta parte toda a pensar que era a Mariana :-.-: A ainda bem que n foste a Loret del MAR!!!!! Eu também não fui... mas só agradeci não ter ido depois de saber como correu :rir:

Admirei-me de não aparecer nenhum dos rapazes... ohhh well

Hurry UP NAYO!! Estou curiosissima :>.<: (leva o teu tempo... mas que eu gostava que posesses o resto da fanfic toda amanha aqui gostava!!!! Razz)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Shyra46
Fã de Prata
Fã de Prata


Feminino
Número de Mensagens : 74
Idade : 27
Localização : Coimbra - Bragança
Emprego/lazer : Estudante
Membro Preferido : Kim Jaejoong
Música Preferida : Doshite kimi wo suki ni natte shimmatan darou; Love in the Ice; Wrong Number; Mirotic; Sky; Darkness Eyes; Begin; Heart, Mind and Soul; You're My Melody; The Way You Are; Hug; Believe; Miss You; Rising Sun; Step by Step; Insa; Maze; Footsteps; HEY! (Don't bring me down); Holding Back the Tears; Suhshi; Incomplete; Crazy Love; Are You a Good Girl; Been so Long; Shelter; COLORS ~Melody and Harmony~; Summer Dream; Taxi; 9095; Rainbow, We are!; Love Bye Love; Share the World; Kiss the Baby Sky; Wasurenaide; Stand By U; Tea for Two...
Data de inscrição : 03/07/2008

MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Sab Dez 06, 2008 6:14 am

Bem o capítulo está muito bom. :yupi:
E como já tinha referido sem deixar nenhum pormenor de fora. Não sei como tens cabeça para decorar todos os pormenores. ALTAMENTE, SUGOI lol! .


Bem não sei porque será mas desconfio que sei quem é a rapariga de cabelos negros e óculos... Sad:b):
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
tetys20
Fã Normal
Fã Normal


Feminino
Número de Mensagens : 5
Idade : 23
Localização : Bragança
Emprego/lazer : Estudante
Membro Preferido : U-Know Yunho and Hero Jejung
Música Preferida : Doshite kimi wo suki ni natte shimmatan darou
Love in the Ice
Darkness Eyes
O Jung Ban Hap
Purple Line
Rising Sun
Mirotic
Wrong Number
etc
Data de inscrição : 03/07/2008

MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Sab Dez 06, 2008 7:20 am

O desenrolar da his´toria ta cada vez mais interessante!!

QUERO LER MAIS!!!!! :(ui):
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
nayomira
Deusa Odisseia
Deusa Odisseia


Feminino
Número de Mensagens : 1755
Idade : 26
Localização : Salamanca - Bragança xDDD
Emprego/lazer : Estudante da Faculdade nos tempos livrx! lol!
Humor : I wanna be a froggieeeee! XD
Membro Preferido : Junsu-oppa~ em primeiru lugar....depois vem o Junsu~oppa!!! muhaha!
Música Preferida : Darkness Eyes, Purple Line, Love in the Ice, Kiss Shita Mama Sayounara, Dead End, Rising Sun, O, Choseey Lover, The way you are, Tri-Angle, Doushite Kimi wo Suki ni Natte Shimattan Darou, MIROTIC, Wrong Number, 9095, etc etc! xD
Data de inscrição : 01/04/2008

MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Ter Dez 09, 2008 3:21 pm

NOTA DA AUTORA:

demorei 500 anos pa postar isto, pelo desculpa por isso, mas para compensar esta coisa é ENOOOORME!!!! vai ter que ser dividido, de certeza!!! é que é mesmo grande!!! fikam servidas por uns dias, meninas1 XD
e pois é...temos nova personagem in the house! xP e aqui começa a diversao! party, everyone!!! xDD como eu estou a divertir.me a escrever isto!!! espero que gostem tanto deste capitulo como eu! xD comentem, gente, comentem! =P


Cinco raparigas, cinco rapazes, vida, morte, destino …


“Se pudesses apenas silenciar-te, livre de memórias ou expectativas, serias capaz de discernir o belo padrão dos eventos. É a tua inquietação que causa o caos.”
Nisargadatta Maharaj



[Capítulo 3 – “Cinco premonições”]

[Parte 1 – “Shyra”]

“Mas…O que raio…?”

A morena aproximou-se do que estava no centro do círculo de pessoas. Um rapaz. O corpo tinha uma posição irregular, e quando a rapariga olhou para cima, viu ao longe uma calha partida, imaginando que fora daí que ele tinha caído.

Instintivamente, tomou-lhe o pulso e mediu a pulsação, aí e no pescoço. Ainda se ouvia. Ténue. Quase inaudível. Mas ainda estava lá. Estava vivo. Não sabia como, mas aquele rapaz estava vivo.

Ficou um momento olhando-o. Tocou-lhe na face, por instinto. Era lindo. Cabelo negro, traços masculinos mas suaves ao mesmo tempo. Era-lhe familiar. Não seria…? Não…Isso era demasiada coincidência. Mas, de uma maneira estranha, tinha a impressão que não era a primeira vez que o via. Talvez num sonho?

Uma sirene de tom urgente acordou-a da sua divagação. A ambulância tinha chegado. Quando os paramédicos chegaram, explicou a sua formação e o que tinha feito e eles, agradecidos, agarram no corpo e levaram-no para dentro da ambulância. A multidão começou a dispersar-se, falando em burburinhos e sussurros do que tinham acabado de presenciar. O rapaz passou, carregado na maca, e a sua mão roçou na da rapariga.

Nayomira sentiu-se tonta com aquele toque. Agarrou-se à cabeça, tentando convencer-se de que não era nada. Mas sentiu-se ainda mais tonta, tudo estava às voltas e a única coisa que lhe aparecia na mente era o seu sonho, das duas figuras em frente a um abismo. Num momento, tudo se tornou negro, e a rapariga caiu desamparadamente no chão, com um ruído opaco, desmaiada.

Não se lembrava quanto tempo tinha estado desmaiada. Abriu os olhos preguiçosamente, mas a luz forte fez com que voltasse a fechá-los intensamente. Tentou outra vez abrir os olhos ouviu uma voz que lhe gritava aos ouvidos, incessante.

-Menina? Menina, está bem?

Nayomira abriu os olhos completamente e viu um dos paramédicos gritando.

-Sim, sim, estou bem. O tom da sua voz é extremamente irritante. Podia calar-se, por favor?

Ante o olhar de estupefacção do paramédico, a morena levantou-se e pôs a mão na cabeça, pois tinha batido com ela no chão. Reparou que o paramédico ainda a mirava.

-Não tem que levar esse rapaz a um hospital? Despache-se. Eu estou bem, não se preocupe.

-Sabe, precisa seriamente de um curso de boas maneiras.

“Bite me, chato!”, pensou.

A ambulância partiu e a rapariga retomou o seu caminho para casa, ainda confusa com o que tinha presenciado.

“Este desmaio tão repentino…Nunca me tinha acontecido nada do género.”

Suspirou e continuou a caminhar quando o toque do seu telemóvel a acordou da sua divagação. Mirou o visor. “Ela? Mas…”

-Sim?

-Olá, miúda!

-Porque carga de água me estás a telefonar, tu?

-Nem um “olá, está tudo bem?”; “obrigada por me telefonares”. Estás cada vez pior, gaja.

-…Estúpida.

-Parva.

-Ouve lá! Afinal o que me queres? Estou a gastar dinheiro contigo!

-Tenho novidades! Hehe.

-…Estou à espera!

-VOU PARA A COREIA!

Nayomira paralisou no meio da rua. Ficou em silêncio durante uns segundos, até que a voz do outro lado do telefone se ouviu novamente.

-Ei! Gaja, ainda estás aí? Morreste?

-TU VAIS PARA ONDE??? E não, ainda não morri. Não te vou dar essa alegria tão cedo.

-HAHAHA!!! Para a Coreia, mori. A Coreia! Ouve, o meu avião chega dentro de uma meia hora. Aeroporto nacional de Seoul. Vais-me buscar?

-Huh? Quer dizer…Claro, claro que vou.

-Nice. Vemo-nos lá, então. Ate já.

-Ei…Espera aí cinco minutos. Ei!

Mas a voz do outro lado já tinha desaparecido e apenas se ouvia o Bip Bip característico. A morena fechou o telemóvel e pestanejou um par de vezes.

-O que raio vem ela cheirar para a Coreia? Bem…Vamos descobrir. Táxi!

Cerca de vinte minutos depois, o aeroporto nacional de Seoul via-se pela janela do táxi. A rapariga pagou ao taxista e saiu do carro, dirigindo-se ao terminal. Depois de ver quando chegava o voo de Portugal, dirigiu-se à plataforma, à espera da amiga.


__________________________________


Uma rapariga de cabelos negros estava sentada impacientemente num avião. Um avião que a levaria até à Coreia. Afastou o telemóvel do ouvido, terminando a chamada e sorriu. Há imenso tempo que não a via. E agora iriam estar as duas na Coreia. Melhor do que isto impossível. Imaginava perfeitamente a cara da amiga quando lhe tinha dito que estava a caminho da Coreia. Conheci-a há tanto tempo que já sabia as suas reacções a quase tudo o que lhe pudesse dizer. Apesar disso, a amiga pareceu-lhe diferente. Um pouco ansiosa ou preocupada por algo. Provavelmente outra das suas ameaças cósmicas em que sempre se metia.

Olhou pela janela e viu as nuvens lá fora. Pensamentos voavam-lhe pela cabeça. Mais ou menos desordenados.

Nunca imaginou que poderia alguma vez estar sentada num avião que a levasse à Coreia. Estava feliz. Estava num estado que não podia descrever muito bem. Nos últimos tempos, tinha pensado bastante em coisas estranhas. Coisas como…O destino. Era uma pessoa céptica por natureza, não acreditava em tudo o que lhe dissessem. Tinha que ter provas ou pelo menos pensar muito sobre o assunto antes de formular qualquer tipo de opinião ao calha. O destino era uma dessas coisas. Sabia do dom da amiga, e também sabia que era das poucas pessoas que tinha conhecimento dele, mas mesmo assim não tinha a certeza absoluta de acreditar. Talvez porque não sabia como era tê-lo. Por isso não podia fazer nenhuma consideração. A mesma coisa se passava com o destino. Era algo…Impalpável. Como ter a certeza de ser verdade? Mas…Havia pessoas que acreditavam nele fielmente. Não que ela não acreditasse de todo, simplesmente, estava numa espécie de fase de construção, construção da sua própria opinião. Precisava de mais elementos. Aí poderia dizer seguramente e com factos provados no que acreditava e no que não.

Pensava muitas vezes no que tinha deixado para trás. Da sua própria vida. A amiga que estava prestes a encontrar agora era a prova mais viva disso. Quando se conheceram, ela era muito diferente. Eram as duas. Nem podia acreditar no tanto que tinham mudado desde dessa altura. Apesar de algumas coisas terem continuado iguais. Riu deste pensamento. Sabia que muitas vezes assumia uma posição arrogante, apesar de impensada e muita gente a julgava por isso. Todas as desilusões que tinha sofrido contribuíam também por isso, porque apesar de ser uma pessoa fria, não era um bloco de gelo, como muitos pensavam. Era simplesmente assim que ela era. A sua arrogância era como um escudo, e só os mais capacitados tinham o direito ou a habilidade de o desfazer. Não havia muitos que se aventurassem, de todas as formas. Mas apesar de tudo isto, era uma pessoa feliz. Talvez não tivesse tudo quanto sempre desejou, mas sentia-se bem. Tinha pessoas que a amavam e a faziam feliz e ia para a Coreia. O que mais poderia ela pedir?

Todos os dias se apercebia de novas coisas e as suas novas experiências faziam sempre parte do processo de construção por que passava. Era como uma casa. No dia em que estivesse pronta, bem…Aí faria as duas considerações e poderia dizer com toda a certeza todas as coisas que tudo o que via, descobria e pensava implicavam.

A voz do comandante dizendo que estavam prestes a chegar acordou-a destes pensamentos. Pôs o cinto e esperou que o aparelho aterrasse.

Saiu do avião e foi em busca das suas malas, parecendo-lhe que tinha percorrido quilómetros a pé, de tão cansada que estava. Saiu do terminal e viu uma rapariga ocidental com uma boina na cabeça e maquilhagem preta, com o pescoço esticado, certamente procurando por ela. Por mais tempo que passasse e quantas aparências ou penteados tivesse, a amiga continuava igual em essência. E tinha vindo. Não que tivesse alguma dúvida que ela viria. Sorriu e passou a mão pelos cabelos negros, para depois começar a andar em direcção da rapariga que a esperava.


__________________________________


Nayomira chegou ao terminal que lhe era destinado e começou à procura da amiga. Era tanta gente que quase teve vontade de gritar para que todos parassem e se calassem, nem que fosse por um só momento. Esticou o pescoço e continuou à procura.

Sorriu inconscientemente. Não a via há imenso tempo. Tinha saudades dela, é verdade, apesar de às vezes parecer que se odiavam. A universidade e a distância tinham-nas separado e talvez ela não soubesse de tudo o que representava para Nayomira. Ela era a pessoa, a única desde sempre que nunca a tinha julgado e que acaba sempre por ter uma resposta para tudo o que alguma vez lhe pedira. Inclusive quando lhe contou sobre o seu dom. Ela não se riu, não disse que estava louca. Apenas, aceitou e tomou como verdade o que a amiga lhe contara. Por isso era tão preciosa para si. Porque a entendia na perfeição, e ela adorava-a por isso. Ao mesmo tempo, era um mistério. Ela sabia-o. Conheci-a há anos e tinha a impressão de não a conhecer de todo. Ela era uma pessoa difícil de se conhecer, mas, era isso que lhe dava o mistério que Nayomira gostava. Uma pessoa que é difícil de conhecer. Descobrir como a aparente arrogância e frieza não passavam de um escudo quando se fazia conhecer. E como às vezes sabia que ela se sentia assustada, com medo de mostrar o que realmente era. Mas ela gostava dela assim mesmo. Era…A sua mais apreciada amiga. E tinha orgulho nisso.

Um toque no ombro fez com a morena saltasse de susto. Olhou para trás e viu-a. Uma rapariga ocidental, um pouco mais baixa que ela, de cabelos negros, pelo ombro, com os seus olhos brilhantes, castanhos, a sorrir por trás dos óculos vermelhos de massa. Deu-lhe uma cotovelada.

_________________
FANFICS:

[Link]


[link]



Última edição por Nayomira em Qui Dez 25, 2008 7:58 pm, editado 5 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
nayomira
Deusa Odisseia
Deusa Odisseia


Feminino
Número de Mensagens : 1755
Idade : 26
Localização : Salamanca - Bragança xDDD
Emprego/lazer : Estudante da Faculdade nos tempos livrx! lol!
Humor : I wanna be a froggieeeee! XD
Membro Preferido : Junsu-oppa~ em primeiru lugar....depois vem o Junsu~oppa!!! muhaha!
Música Preferida : Darkness Eyes, Purple Line, Love in the Ice, Kiss Shita Mama Sayounara, Dead End, Rising Sun, O, Choseey Lover, The way you are, Tri-Angle, Doushite Kimi wo Suki ni Natte Shimattan Darou, MIROTIC, Wrong Number, 9095, etc etc! xD
Data de inscrição : 01/04/2008

MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Ter Dez 09, 2008 3:29 pm

-Quase me matas de susto, atrasada.

-Bolas. Tenho que me esforçar para a próxima vez não ficar só no “quase”.

Nayomira riu e deu-lhe um beijo sonoro na face, que ela retribuiu. Não houve abraços nem lamechices. Nunca havia, nem que não se vissem há anos. Cada uma sabia o que significava para a outra e o feliz que se sentiam por ver-se, não era necessário expressa-lo com grande ênfase.

-Ajudinha com as malas?

A rapariga de cabelo escuro agarrou em duas malas pequenas e passou-as à amiga. Ficou com a grande mala azul com rodas e começou a andar novamente, notoriamente mais leve.

-Ouve lá, mais umas poucas de malas, não, Ângela?

-Shyra, faça o favor.

Nayomira tentava equilibrar as malas sem as deixar cair, até que conseguiu arranjar maneira de as levar com o mínimo perigo que caíssem e recomeçou a andar, ao lado da amiga.

-O quê?

-Chama-me Shyra.

-Ouve, ficaste parva de vez ou o sol de Coimbra fez-te mal? Por carga de água te lembraste agora do “Shyra”? Nunca te fizeste saber por esse nome.

-Pois olha, falou a dupla personalidade. Tu não te fazes saber pelo nome de Nayomira, Filipinha?

-Faço, mas já o faço há imenso tempo, ó estúpida. Mas pronto, ok, passo-te a chamar de Shyra. Isto vai soar muuuito estranho.

-Óptimo! Obrigada.

-Sim, sim, mas tu chamas-me “Nayomira”.

-Isso é algum tipo de chantagem?

-Tens alguma dúvida disso?

-Oh, meu Kami-sama…Ok, ok…Nayomira.

-Arigatou.

Ambas riram a continuaram a andar. Entraram no táxi e deixaram o condutor a debater-se de como iria meter todas as malas de Shyra na bagagem.

-Então…Afinal o que vieste fazer?

-Visitar o Kim.

-Ah! E eu sou o quê? Batatas?

-Ora, a ti também, claro, mas não estavas à espera que fizesse uma viagem transatlântica só para te vir visitar, ora não?

-Vens visita-lo a ele!!

-Sim, mas ele vive cá, parvalhona.

-E quê? Vais ficar na casa dele? Quando vais embora?

-Se tudo correr bem, nunca.

-Agora o meu cérebro parou. O quê?

-Esqueceste-te que tu ainda estás a tirar o curso mas eu já o tirei. Vim cá visitar o Kim, mas estou com intenções de me instalar por aqui.

Nayomira estava estupefacta. Com os olhos esbugalhados e olhando a amiga com a boca aberta de espanto.

-Lindinha…Estás a falar a sério?

-Estou. Como nunca falei na minha vida.

-Bem…Não sei que te diga. Boa sorte?

Shyra olhou para a amiga e sorriu.

-Obrigada, mori.

-Então? Onde vais ficar neste entretanto? Até te levo para a minha resi, se quiseres, suponho que aquela senhora simpática não se vai impor—

-Não é preciso. Eu vou ficar num hotel até ter uma casa onde me instalar. Por isso é que vim tão carregada.

-Comigo aqui e vais ficar num hotel?

-Temporariamente. Achas que te ia pôr a ti o compromisso de cuidares de mim? Já sou maior e vacinada.

“Não me queres preocupar ficando comigo. Já percebi. Quando metes alguma coisa nessa cabeça oca, ninguém te a consegue tirar cá para fora.”.

-Ok, ok.

Shyra virou a cara para a janela, para aproveitar a vista e Nayomira virou-se para o outro lado, quando lhe pareceu ouvir alguma coisa.

“Que raio de língua falam vocês?”

A morena virou-se rapidamente para a amiga, que ainda mirava o que estava para lá da janela, e perguntou.

-Ângela, disseste alguma coisa?

-Shyra.

-Desculpa. É o hábito.

-Desculpada. Mas não, não disse nada. Porquê?

-Pareceu ouvir-me alguma coisa. Deixa estar. Devo andar a imaginar coisas.

“Consegues ouvir-me?”

A voz outra vez. Nayomira abanou a cabeça. Estava a ficar louca. Olhou para todos os lados mas voltou a não ver ninguém, a não ser a amiga, que tinha voltado para a sua contemplação fora da janela do carro. Abriu os olhos ainda mais com medo do que poderia ser, mas entretanto chegaram ao hotel de Shyra e todas as perguntas lhe ficaram na garganta.

Pagaram e saíram do carro. Depois de Shyra ter deixado tudo no que seria o seu futuro quarto, foram, a convite de Nayomira, tomar um café, para que ela lhe contasse todos os pormenores desta viagem repentina.

-E onde vamos?

-A um pequeno café, a alguns quarteirões daqui. Anda daí.

Andaram durante largos metros até ao café que Nayomira tinha sugerido. Tinha um toldo vermelho, pendendo da entrada e tinha aspecto de café americano. Entraram. O café tinha um ambiente familiar e acolhedor. Sentaram-se numa das mesas afastadas e pediram dois cafés.

-Então, que tal vai a tua brother?

-Vai bem. Lá está.

-Conseguiu Direito?

-Conseguiu! Está super feliz.

-Ainda bem por ela. Manda-lhe um beijo quando lhe telefonares ou assim.

-Pois sim. Vamos é ter mais uma juíza para dar ordens lá em casa.

Ambas riram. A porta do café rangeu e instintivamente as duas olharam. Uma rapariga de cabelos escuros, ou claros, não tinham muito bem a certeza, bonita, ocidental, elegante tinha acabado de entrar. Num segundo voltaram a olhar para a frente e a continuarem a sua conversa.

-Então, ainda tens que me explicar o que vieste fazer à Coreia.

-Já te disse. Vim trabalhar.

-Mas tiveste alguma proposta?

-Não. Vim um bocado à descoberta.

Nayomira riu.

-Como sempre, minha lindinha. Mas, tens a certeza que vais estar bem?

-Claro que sim! Já sabes que eu fico sempre bem! Hehe. Mas agora tu! Já fizeste alguma amizade? Como te estás a dar aqui?

-Bem, bastante bem. As pessoas são simpáticas, gosto de estar cá.

-E rapazes?

Nayomira corou. Maldita. Sabia sempre tocar nos pontos sensíveis.

-HAHAHA!!! CORASTE!!! CONTA CONTA CONTA!

-Não é nada. Foi só…Uma coisa estranha.

-O quê?

Nayomira olhou para a amiga nos olhos e viu o típico brilho de curiosidade que ela tinha quando estava prestes a contar-lhe qualquer coisa.

-Não foi nada. Hoje vi um rapaz. Caiu de um prédio.

A curiosidade nos olhos de Shyra desapareceu instintivamente para dar lugar ao terror e ao absurdo que sentia naquela frase.

-O…O quê?

-Bem…Explico-me…Eu ia…A um sitio, e quando saí do prédio vi uma roda de pessoas e fui ver o que se tinha passado. Era um rapaz. Tinha caído da janela. Era tão lindo. Mas depois a ambulância chegou e eu comecei-me a sentir tonta e desmaiei. Quando acordei, os paramédicos ajudaram-me e foi quando tu ligaste.

-Mas…Que história. E não foste saber qual era o hospital nem nada? Não aprendes mesmo nada comigo.

-Não aprendo mesmo!!!!! Argh…Mas eu—

Um estrondo interrompeu a morena. Vinha da rua. As duas viraram-se alarmadas uma para a outra e saíram para ver o que tinha acontecido. Um camião e um corpo inerte na passadeira foi a única coisa que conseguiram discernir. Nayomira correu até ao local, seguida por Shyra e a rapariga de cabelos compridos que tinham visto entrar no café. Quando chegaram viram o que tinha acontecido. O rapaz tinha sido atropelado. Um rapaz pendia sobre ele chamando o seu nome incessantemente. Havia sangue espalhado pela estrada e o homem do camião tinha saído e andava de um lado para o outro, em pânico.

A rapariga de cabelos compridos pegou no telemóvel e chamou a ambulância. Nayomira, depois de fazer o possível, que pouco era, virou-se para a amiga. Shyra tinha os olhos pregados no rapaz loiro que jazia na passadeira. As lágrimas corriam-lhe pela face, livres e ela nem pestanejava.

Nayomira olhou-a aterrorizada. Pegou nela e abanou-a.

-Shyra? Shyra, estás bem? Ângela? Ângela, tu estás bem?

-Ele…Ele está bem?

-Eu…Não sei…Acho que já vi mais acidentes hoje que num mês normal.

Shyra não sabia o que lhe estava a acontecer. Não conseguia perceber. Aquele rapaz. Ela conhecia-o. E não sabia porquê, mas as lágrimas corriam-lhe pela cara involuntariamente. Tinha medo, um terror apoderou-se dela da primeira vez que o viu ali estendido. Não conseguia compreender nem explicar. A sua mão parecia ter ganhado vida própria e avançou, trémula, até tocar a face do rapaz. Aquele toque fez com que se sentisse tonta e a visão de um rapazinho, uma sombra, chorando sozinho encheu-lhe a mente e sentiu uma dor na cabeça. Tudo ficou escuro e a ultima coisa que conseguiu ver foi a amiga agarrando-a, para não cair no chão e continuando a chamar o seu nome, incessantemente.


_________________________

prox cap: cont de "ahriana"

_________________
FANFICS:

[Link]


[link]



Última edição por Nayomira em Ter Dez 09, 2008 3:49 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Milu
Fã de Ouro
Fã de Ouro


Feminino
Número de Mensagens : 275
Idade : 22
Localização : Leiria *-*
Emprego/lazer : Que pergunta.. --'
Humor : Demasiado extravagante! XD
Membro Preferido : Yunho, Yunho e YUNHO! <3 (e depois o Changmin xDD)
Música Preferida : Love in the Ice; Darkness Eyes; O; Rising Sun; Purple Line; Tri-Angle; Box in the Ship; Drive; Doushite; MIROTIC; E não me peçam para por aqui a lista toda xDD
Data de inscrição : 16/08/2008

MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Ter Dez 09, 2008 3:38 pm

Uau, já nos começamos a encontrar umas às outras XDDDDD
O JJ morto ah minha frente i_____i Eu nem sei o q faria! O_____O' Provavelmente atirava-me de uma ponte na esperança de acordar de um enorme pesadelo! XDDD

Continuaaa *-* <3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://munny.pt.vu
Sandrita
Fã de Ouro
Fã de Ouro


Feminino
Número de Mensagens : 604
Idade : 26
Localização : A estudar em Lisboa mas sou de Faro (minha bela terrraaaaa ^^)
Emprego/lazer : Unversidaddddd ^^ University and lots of fun ahahahah
Humor : ultimamente nao anda muito bom... lool mas apesar de tudo o sofrimento não há de o derrubar constantemente :)
Membro Preferido : Junsu~ ^^
Música Preferida : hmmm adoro todas xD mas as que oiço mais são Holding Back the tears, Insa, Love is Never Gone, Beautiful Life, Begin e mais recentemente Doushite Kimi wo Suki ni Natte Shimattan Darou, Summer Dream e Mirotic (viciada já xD) ^^
Data de inscrição : 15/07/2008

MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Ter Dez 09, 2008 3:46 pm

Oh my gosh :xoro: não sei se é do sono ou do stress mas estou com lágrimas nos olhos :xoro: ah tu matas-te!!! Sonho com macas, vejo macas o dia todo e nas tuas fics os rapazes acabam todos em macas :xoro: oh vida cruel...

Está lindissimo como sempre!! Mas vê se não pões as personagens a chorar muito porque senão eu não me aguento tá?? (oh o que estou para aqui a dizer... está a ficar tão fixe :>.<: )

E gosh!! Quero ler já o proximo!!! arggg fizeste de mim uma viciada Evil or Very Mad

boa noitxiii :bjs:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Shyra46
Fã de Prata
Fã de Prata


Feminino
Número de Mensagens : 74
Idade : 27
Localização : Coimbra - Bragança
Emprego/lazer : Estudante
Membro Preferido : Kim Jaejoong
Música Preferida : Doshite kimi wo suki ni natte shimmatan darou; Love in the Ice; Wrong Number; Mirotic; Sky; Darkness Eyes; Begin; Heart, Mind and Soul; You're My Melody; The Way You Are; Hug; Believe; Miss You; Rising Sun; Step by Step; Insa; Maze; Footsteps; HEY! (Don't bring me down); Holding Back the Tears; Suhshi; Incomplete; Crazy Love; Are You a Good Girl; Been so Long; Shelter; COLORS ~Melody and Harmony~; Summer Dream; Taxi; 9095; Rainbow, We are!; Love Bye Love; Share the World; Kiss the Baby Sky; Wasurenaide; Stand By U; Tea for Two...
Data de inscrição : 03/07/2008

MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Ter Dez 09, 2008 4:01 pm

Bem eu simplesmente AMEI :>.<:

Como já te tinha dito para mim isto é mais do que uma fic... Sabes ao que me refiro.

Está simplesmente maravilhosa. E a nossa relação está bué de bem descrita. Nós somos mesmo assim doidas. Também amei a parte em qua falas de nós no passado.
Mas o que tenho de admitir é que me conheces melhor do que pensava. Todos os pormenores a meu respeito, os meus pensamentos, os meus ideais e a maneira como descreves a minha vida. Eu sou mesmo assim...

A parte em que vejo o Jae caído no chão. Se eu realmente visse o Jae naquela situação eu morria, literalmente. Como eu costumo dizer ninguém ama mais o Jae do que eu. :amor:


Bem simplesmente adorei.
Só estou à espera que ponhas mais capítulos para ler :(ui):
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
tetys20
Fã Normal
Fã Normal


Feminino
Número de Mensagens : 5
Idade : 23
Localização : Bragança
Emprego/lazer : Estudante
Membro Preferido : U-Know Yunho and Hero Jejung
Música Preferida : Doshite kimi wo suki ni natte shimmatan darou
Love in the Ice
Darkness Eyes
O Jung Ban Hap
Purple Line
Rising Sun
Mirotic
Wrong Number
etc
Data de inscrição : 03/07/2008

MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Qua Dez 10, 2008 6:28 am

OHHH meu kami-sama este capítulo está EXCELENTE!!! :amor:


Meu Deus vou dar em DOIDA se ñ puseres mais e depressa!


QUERO MAIS!!!! :(ui):
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
shadows_owner
Photoshop Lady/Moderadora
Photoshop Lady/Moderadora


Feminino
Número de Mensagens : 862
Idade : 32
Localização : Normalmente no espaço... Lua é muito perto da Terra.
Emprego/lazer : O meu portatil XD
Humor : Muito... nem q seja morbido XD
Membro Preferido : YunHo - U-Know.... e mais Yunho... que se lixe o resto... YunHo é YunHo e não se fala mais nisso!
Música Preferida : Love in The Ice, Rising Sun, Purple Line, Darkness Eyes, Phantom, Hi Ya Ya Ya, Tri-Angle, Break Up The Shell, Hey (Don't Bring me down), Mirotic... Na verdade são todas as musicas deles! XD
Data de inscrição : 07/09/2008

MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Qua Dez 10, 2008 7:14 am

OH MEU DEUS YUNHO.

Isto tá brutal... tu consegues ouvi-lo. Brutal mesmo...
UUUU
Quero a proxima parte e bem depressinha... Que isto ta a ficar BRUTAL, cada vez mais brutal
Amei, adorei, venero-te.

_________________
Ritmo DBSK Fighting!




Godzilla strikes back! Muahahahahah
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://dongbangshinki-portugal.blogspot.com/
nayomira
Deusa Odisseia
Deusa Odisseia


Feminino
Número de Mensagens : 1755
Idade : 26
Localização : Salamanca - Bragança xDDD
Emprego/lazer : Estudante da Faculdade nos tempos livrx! lol!
Humor : I wanna be a froggieeeee! XD
Membro Preferido : Junsu-oppa~ em primeiru lugar....depois vem o Junsu~oppa!!! muhaha!
Música Preferida : Darkness Eyes, Purple Line, Love in the Ice, Kiss Shita Mama Sayounara, Dead End, Rising Sun, O, Choseey Lover, The way you are, Tri-Angle, Doushite Kimi wo Suki ni Natte Shimattan Darou, MIROTIC, Wrong Number, 9095, etc etc! xD
Data de inscrição : 01/04/2008

MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Seg Dez 15, 2008 4:43 pm

NOTAS DA AUTORA:

bem, como a Shyra +e uma xata, alias!! voces todas sao umas xatas!!! *nao sao nada!! sao as minhas leitoras fantastikas! ^^* eu fiz mais um capituluzitu!! tenhu a impressao que estou a deixar mais misterio nesta coisa que palavras!!! LOL! lamentu por isso, mas é preciso para que a historia...desenvolva! xDD

divirtam.-se, meus amores!!! comment, minha people!!!! ^^ peace, folks! xD




“Se pudesses apenas silenciar-te, livre de memórias ou expectativas, serias capaz de discernir o belo padrão dos eventos. É a tua inquietação que causa o caos.”
Nisargadatta Maharaj



[Capítulo 3 - "Cinco Premonições"]

[Parte 2 – “Encontros”]

-Um empresário, huh? Isto vai ficar interessante.

-Pois é. A empresa dele está no top…Na moda, portanto. O homem tem mesmo muita influência. E tão novo. Ninguém diria!

-Tão novo? Que idade é que ele tem?

-25 ou 26. Por volta disso.

“Só dois anos mais novo que eu? O gajo é mesmo potente.”

-E eu vou conhecê-lo? Como é que ele se chama?

-Jun—

Um estrondo vindo da rua interrompeu Chul. Ahriana e o rapaz olharam lá para fora e olharam um para o outro. Ahriana pousou a sua taça na mesa e dirigiu-se para fora da festa.

Quando chegou viu que um aglomerado de pessoas se tinha formado e que miravam todas para as ambulâncias e carros da polícia que passavam em direcção a algo, uns quilómetros à frente. Ahriana olhou em volta para ver se conseguia discernir Chul para lhe perguntar se sabia o que teria acontecido, mas não viu o subordinado em nenhuma parte. Os seus olhos pararam quando olhou para uma rapariga, de cabelos claros, linda, num vestido azul que tentava perceber, tal como ela, o que teria acontecido. A rapariga, num impulso, olhou para Ahriana e por um momento, ambas pensaram que o mundo tinha parado.

Ahriana olhava-a surpreendida. Era como se a conhecesse de algum sítio, mas na verdade, estava quase segura que nunca a tinha visto. Receosa, aproximou-se e perguntou, inconscientemente, em português.

-Desculpa, sabes o que se passou ali?

-Não, estava a tentar perceber também.

A rapariga tinha respondido em português. Apesar disso, nenhuma das duas estava surpreendida. Ahriana falou novamente.

-Sou a Ahriana.

Estendeu a mão.

-Eu chamo-me Lili. Muito prazer. – disse a rapariga de olhos de água, apertando a mão da outra.

Ahriana sorriu, sabendo que não havia necessidade de explicar mais nada. Não sabia como, mas aquela rapariga era-lhe familiar. Talvez estivesse louca, mas ela parecia sentir da mesma maneira, por isso não se preocupou.

-Sabes o que se passou ali?

-Não…Estavam a dizer que tinha sido um acidente.

-Grave? Parece-me que estou a ver muitas ambulâncias e polícia.

-Não sei. Estavam a dizer que um empresário qualquer e um cantor ou assim qualquer coisa que estiveram envolvidos. Não sei muito bem o que se passou.

As duas raparigas olharam-se. Viram o mesmo desejo e o mesmo impulso nos olhos uma da outra. Não foram precisas palavras. Um sorriso torcido formou-se na cara das duas e começaram a avançar em direcção ao local do acidente.

Alguns quilómetros depois, as raparigas pararam. Ahriana estava perante um cenário impressionante. No verdadeiro sentido da palavra. Dois carros, separados por alguns metros e completamente desfeitos. Via-se um corpo inerte a alguns metros do veículo capotado e sangue espalhado pelo chão. Ahriana levou a mão à boca, do terror e náusea que aquilo lhe provocava. O carro preto captou a sua atenção. Uma figura desenhava-se lá dentro. Aproximou-se, esquecendo-se da companheira. Ficou a alguns metros da porta do passageiro do grande carro preto, de marca cara, que estava agora completamente desfeito, e olhou lá para dentro.

Viu um paramédico e um rapaz. Aquele rapaz. Não o conseguia ver completamente mas discernia as suas formas e tinha um sentimento estranho assaltando-lhe a alma. Era um sentimento quente, que nunca tinha sentido antes e não percebia muito bem porquê. Aproximou-se mais uns centímetros, como se estivesse em frente a um cristal, com medo de o partir. A sua mão ganhou vida própria e avançou, como se fosse tocar em algo, mas no último segundo, recolheu-a e olhou para a própria mão, pensando no que estava prestes a fazer. O paramédico fez uma pergunta ao condutor, que tentava, com todas as suas forças, manter-se acordado, mas a rapariga percebeu que ele não duraria muito mais tempo assim.

-Consegue dizer-me o seu nome? Senhor? Consegue dizer-me o seu nome?

A voz ríspida e fraca do rapaz saiu da sua boca, tentando formular uma resposta, ténue, mas Ahriana teve a sensação de aquela resposta ter ressoado nos seus ouvidos como um grito desesperado.

-Yu…Yun…YunHo…o…meu nome…

Tudo aconteceu demasiado rápido para que a rapariga de cabelos brilhantes se apercebesse do que tinha acontecido. A voz fraca do rapaz encheu-lhe a cabeça, como se estivesse ela a falar. O volume aumentava e Ahriana pôs as mãos nos ouvidos, tentando parar aquele ruído, aquela angústia que sentia, aquele medo, que não sabia muito bem de onde provinham. Mas não resultou. O barulho continuou a aumentar até que não aguentou mais e com uma última recordação à sua visão do rapaz envolto em sombras, à janela, caiu desamparadamente na estrada cheia de sangue, batendo com a cabeça violentamente no pavimento, e tudo ficou escuro.

Depois do que lhe pareceram segundos, Ahriana abriu os olhos. Abriu-os lentamente, pois a luz cegava-a. Tentou levantar-se e reparou que estava numa cama. Olhou em volta, sem saber onde estava. Não conhecia nada que estava presente naquele quarto.

“Onde raio é que eu estou? O que se passou?”

Olhou para a cadeira que descansava ao pé da janela, e uma cara familiar sorriu-lhe. Era Chul.

-Já acordou? Alegro-me.

-Chul? O que está a fazer aqui? O que estou eu a fazer aqui?

-Desmaiou, chefinha. Trouxeram-na para aqui, pois por mais que fizessem, não acordava. E já é de dia, não acordou mesmo.
A rapariga agarrou-se à cabeça, que latejava, como se estivesse uma orquestra a tocar uma serenata de bombos na sua cabeça.

-Mas diga-me lá o que lhe deu para se aproximar daquele acidente.

-Não irias entender…

Chul olhou para ela com um misto de incompreensão e aborrecimento.

-A rapariga que estava consigo disse a mesma coisa.

Ahriana abriu muito os olhos.

-A rapariga que quê?

-A que estava consigo. Deixou um cartão dizendo que a contactasse, se quisesse e que eu lhe desse uma mensagem.

-...Que mensagem? Diacho de homem que demora imenso tempo para dizer uma frase completa! Raios o partam!

-“Destino”.

-Destino?

-Destino.

-Esta situação já chegou ao ridículo.

Levantou-se furiosamente da cama e trocou-se atrás do biombo.

-Vou-me embora daqui. Onde raio é a saída desta coisa?

Com Chul no seu encalço, Ahriana saiu do quarto e vagueou por corredores, tentando encontrar a recepção daquele sítio. Numa esquina, quase bateu numa rapariga de cabelos encaracolados e madeixas vermelhas, que lhe pareceu estranhamente familiar.

Passada a surpresa inicial, pois a rapariga também tinha ficado a olhar demoradamente para ela, o seu carácter e a vontade de sair dali vieram ao de cima e falou em coreano, rispidamente.

-Tenha cuidado por onde anda.

-Com esses pés enormes, você é que devia ter cuidado por onde anda! Está com pressa? Passe por cima.

-Se não me sais da frente, sou capaz de o fazer.

-Ouve lá, ó abelha rainha destronada! Deves pensar que és alguma coisa que valha, mas comig—

Ahriana estava quase a esmurrá-la, quando uma enfermeira chegou, e lhe falou à rapariga de cabelos encaracolados.

-Desculpe, a sua amiga já acordou.

A rapariga esqueceu a sua fúria e olhou para a enfermeira, agradecida.

-Muito obrigada. Vou já.

Como se tivesse lembrado que ainda estava a fazer outra coisa, voltou-se para Ahriana novamente.

-Safaste-te desta, rainha da treta. Vê lá se não há uma próxima.

-Para ti!

Mas a rapariga já se tinha afastado.

-Só me faltava uma pita armada em gente grande a alegrar-me o dia! Olha que eu tenho uma sorte…

Voltou à sua procura incessante pela recepção e depois de a encontrar, assinou o papel de responsabilidade mas, tentando encontrar a saída, perdeu-se novamente, e desta vez, perdeu também Chul.

-Não é que me importe muito de não ter aquela lapa sempre pegada a mim, mas agora não sei sair daqui outra vez, porra. Malditos hospitais! Já ouviram falar em mapas?

Passou por um corredor com imensos quartos, mas apenas um tinha a porta aberta. Pensando que poderia encontrar alguém que lhe daria alguma informação, colocou-se na soleira da porta, mas antes que tivesse qualquer reacção, olhou para o quarto e paralisou.

Tinha uma cama, com alguém deitado, mas estava escuro e não se via quem era o corpo inerte. Estava ligado a inúmeras máquinas, com barulhos e movimentos desconhecidos para a rapariga. Apesar disso, sabia que o estado de quem quer que ali estivesse não deveria ser muito bom. O que lhe captou a atenção foi o que estava ao lado da cama. Alguém estava sentado na mesa ao lado donde descansava o corpo, de respiração pausada. Mas esse alguém não era o que se poderia chamar de “normal”. Para além de estar envolto nas sombras, como todo o quarto, tinha um aspecto ligeiramente translúcido..

Ahriana, pensando que se estaria a ficar louca, esfregou os olhos e quando voltou a olhar, a figura tinha desaparecido.

-Ok, este é o momento em que eu me pisgo daqui.

Voltou costas ao quarto, completamente convencida de que não estava a regular bem e depois de alguns minutos encontrou a saída. Inspirou o ar, sentindo-se bem por estar livre de hospitais, médicos e afins.

Chamou um táxi e voltou a casa, com vontade de se deitar na sua cama e acordar no dia seguinte.

Ao chegar ao seu apartamento, tirou o casaco e algo caiu. A rapariga apanhou-o e lembrou-se do que era. O número da estranha companhia da noite passada.

“Destino…Hm…Pois…Porque não?”

Discou o número no seu telemóvel e ficou à espera de resposta. Depois de alguns minutos à espera, alguém atendeu.

-Estou?

-Sim?

-Desculpe. Estou a falar com a Lili?

-Está sim, quem fala?

-Daqui é a Ahriana. Não sei se te lembras de mim.

-…Ah! Sim, claro! Ahriana. Claro que me lembro. Estás melhor?

-Sim, muito melhor, obrigada.

-Fico muito feliz por ouvir isso.

-Hm…Não nos podíamos…Não sei…Encontrar, um dia destes?

-Claro que sim. Ia sugerir o mesmo. Preciso de falar contigo.

-A sério? Sobre?

Ouve uma pausa prolongada e Ahriana, apesar de saber a resposta, manteve-se calada.

-Destino.

-Quando nos encontramos?

-Que tal daqui a uns três dias? É a minha primeira folga.

-Óptimo. Por mim está perfeito.

-Combinado, então! Eu entretanto telefono para combinarmos o sítio. Tchau.

Ahriana ouviu a rapariga desligar e a sua última frase foi para dita para um telemóvel mudo, que ecoou em toda a casa.

-Destino? O que foi que eu vi, afinal?


________________________
prox cap: cont de "lili"

_________________
FANFICS:

[Link]


[link]



Última edição por Nayomira em Qui Dez 25, 2008 8:01 pm, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sandrita
Fã de Ouro
Fã de Ouro


Feminino
Número de Mensagens : 604
Idade : 26
Localização : A estudar em Lisboa mas sou de Faro (minha bela terrraaaaa ^^)
Emprego/lazer : Unversidaddddd ^^ University and lots of fun ahahahah
Humor : ultimamente nao anda muito bom... lool mas apesar de tudo o sofrimento não há de o derrubar constantemente :)
Membro Preferido : Junsu~ ^^
Música Preferida : hmmm adoro todas xD mas as que oiço mais são Holding Back the tears, Insa, Love is Never Gone, Beautiful Life, Begin e mais recentemente Doushite Kimi wo Suki ni Natte Shimattan Darou, Summer Dream e Mirotic (viciada já xD) ^^
Data de inscrição : 15/07/2008

MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Ter Dez 16, 2008 3:38 am

Jun??? eu li bem??? Jun??? O JunSu agora é empresário??? não era um empregado de caixa??? I'm so confused...gosh ahh Jung!! Jung é uma nuica silaba Rivaru-san!! Não ponhas Jun que baralhas o people e é outra silaba -.- oh gosh que já estava a ver o meu junSu a cair nas garras da Sana nee san xD

Uahhh já se encontraram todas!!! quase... Sad:b): está a ficar tão fixe e esquisito!!! Quero o proximo capitulo!!!! uaahahha :>.<:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
nayomira
Deusa Odisseia
Deusa Odisseia


Feminino
Número de Mensagens : 1755
Idade : 26
Localização : Salamanca - Bragança xDDD
Emprego/lazer : Estudante da Faculdade nos tempos livrx! lol!
Humor : I wanna be a froggieeeee! XD
Membro Preferido : Junsu-oppa~ em primeiru lugar....depois vem o Junsu~oppa!!! muhaha!
Música Preferida : Darkness Eyes, Purple Line, Love in the Ice, Kiss Shita Mama Sayounara, Dead End, Rising Sun, O, Choseey Lover, The way you are, Tri-Angle, Doushite Kimi wo Suki ni Natte Shimattan Darou, MIROTIC, Wrong Number, 9095, etc etc! xD
Data de inscrição : 01/04/2008

MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Ter Dez 16, 2008 4:48 am

Sandrita escreveu:
Jun??? eu li bem??? Jun??? O JunSu agora é empresário??? não era um empregado de caixa??? I'm so confused...gosh ahh Jung!! Jung é uma nuica silaba Rivaru-san!! Não ponhas Jun que baralhas o people e é outra silaba -.- oh gosh que já estava a ver o meu junSu a cair nas garras da Sana nee san xD

Uahhh já se encontraram todas!!! quase... Sad:b): está a ficar tão fixe e esquisito!!! Quero o proximo capitulo!!!! uaahahha :>.<:

agora a seriuh!!! rivaru-chan!!! QUAL ACHAS QUE ERA A INTENÇAO??? e dá-te por feliz, porque eu ia deixar só "Ju--" LOOOL!!!! depois é que meti o nojinhu e deixei "Jun--" MUHAHAHAHAAHA!!!!!!!! whateveeeer...claruh k é estranhu!!!! é uma das minhas fics!! tem que ser estranha!!!! muhihihihi!!!!! mas o que vai pa minha cabeça................... :>.<:

_________________
FANFICS:

[Link]


[link]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
shadows_owner
Photoshop Lady/Moderadora
Photoshop Lady/Moderadora


Feminino
Número de Mensagens : 862
Idade : 32
Localização : Normalmente no espaço... Lua é muito perto da Terra.
Emprego/lazer : O meu portatil XD
Humor : Muito... nem q seja morbido XD
Membro Preferido : YunHo - U-Know.... e mais Yunho... que se lixe o resto... YunHo é YunHo e não se fala mais nisso!
Música Preferida : Love in The Ice, Rising Sun, Purple Line, Darkness Eyes, Phantom, Hi Ya Ya Ya, Tri-Angle, Break Up The Shell, Hey (Don't Bring me down), Mirotic... Na verdade são todas as musicas deles! XD
Data de inscrição : 07/09/2008

MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Ter Dez 16, 2008 5:24 am

Se me der um colapso nervoso por causa da tua fic... acredita que vais receber a conta do hospital, OH pita armada em gente grande.

Eu quero mais......
:xoro: :xoro: :xoro: :xoro: :xoro: :xoro: :xoro: :xoro:
Mais brutal acho q n pode ficar...
Mas sim aquilo era um Jung e ela agora ta a disfarçar....
Muah ah ah
Inspiraste-me para a minha fic.
Vou-me por ao trabalho

_________________
Ritmo DBSK Fighting!




Godzilla strikes back! Muahahahahah
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://dongbangshinki-portugal.blogspot.com/
Shyra46
Fã de Prata
Fã de Prata


Feminino
Número de Mensagens : 74
Idade : 27
Localização : Coimbra - Bragança
Emprego/lazer : Estudante
Membro Preferido : Kim Jaejoong
Música Preferida : Doshite kimi wo suki ni natte shimmatan darou; Love in the Ice; Wrong Number; Mirotic; Sky; Darkness Eyes; Begin; Heart, Mind and Soul; You're My Melody; The Way You Are; Hug; Believe; Miss You; Rising Sun; Step by Step; Insa; Maze; Footsteps; HEY! (Don't bring me down); Holding Back the Tears; Suhshi; Incomplete; Crazy Love; Are You a Good Girl; Been so Long; Shelter; COLORS ~Melody and Harmony~; Summer Dream; Taxi; 9095; Rainbow, We are!; Love Bye Love; Share the World; Kiss the Baby Sky; Wasurenaide; Stand By U; Tea for Two...
Data de inscrição : 03/07/2008

MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Ter Dez 16, 2008 2:57 pm

Bem como já tenho dito inúmeras vezes ultimamente... estou a AMAR esta fic. :>.<:

Este capítulo, tal como acontecia com os anteriores, está simplesmente... PERFEITO.
Assim, que ... QUERO MAIS e, o mais importante de tudo... QUERO MAIS, MAS RÁPIDO.


P.S.: Eu disse que esta fic estava boa, tirando a parte, claro, em que eu me encontro num hospital :-.-:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ichigo89
Fã de Prata
Fã de Prata


Feminino
Número de Mensagens : 59
Idade : 27
Localização : Odivelas
Emprego/lazer : Estudante de Turismo (1º ano)
Humor : ~ Destiny is the bridge you build to the person you love ~
Membro Preferido : Hero / Xiah
Música Preferida : Love in Ice / Drive / When We will be Together / \"o\" / No Pain No Gain etc...
Data de inscrição : 02/09/2008

MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Qui Dez 18, 2008 8:53 am

Eu também estou a adorar esta fic!! Posso copiar a fice colocar em word para editar? XD

:yupi:

So quero saber quando é que eu apareço... (isto é, se aparecer XD LOL) NEH MONSTRO PECULIAR?!?!

ADOTO-Te I love you
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://tatiana-azenha.blogspot.com
Milu
Fã de Ouro
Fã de Ouro


Feminino
Número de Mensagens : 275
Idade : 22
Localização : Leiria *-*
Emprego/lazer : Que pergunta.. --'
Humor : Demasiado extravagante! XD
Membro Preferido : Yunho, Yunho e YUNHO! <3 (e depois o Changmin xDD)
Música Preferida : Love in the Ice; Darkness Eyes; O; Rising Sun; Purple Line; Tri-Angle; Box in the Ship; Drive; Doushite; MIROTIC; E não me peçam para por aqui a lista toda xDD
Data de inscrição : 16/08/2008

MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Dom Dez 21, 2008 6:27 am

Eu simplesmente AMOOOOOOOOOOOO esta fic 8DDD
Eh preciso dizer mais? XDDDDD

Continua-me esta coisa, sua criatura ignorante! *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://munny.pt.vu
nayomira
Deusa Odisseia
Deusa Odisseia


Feminino
Número de Mensagens : 1755
Idade : 26
Localização : Salamanca - Bragança xDDD
Emprego/lazer : Estudante da Faculdade nos tempos livrx! lol!
Humor : I wanna be a froggieeeee! XD
Membro Preferido : Junsu-oppa~ em primeiru lugar....depois vem o Junsu~oppa!!! muhaha!
Música Preferida : Darkness Eyes, Purple Line, Love in the Ice, Kiss Shita Mama Sayounara, Dead End, Rising Sun, O, Choseey Lover, The way you are, Tri-Angle, Doushite Kimi wo Suki ni Natte Shimattan Darou, MIROTIC, Wrong Number, 9095, etc etc! xD
Data de inscrição : 01/04/2008

MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Qui Dez 25, 2008 7:57 pm

NOTA DA AUTORA:
estou a postar isto a estas horas so porque a sana-nee-sama me pediu...tou cansada! lol!

ah..so uma coisa...eu tenho-me esquecido de por quotes no incio dos capitulos...ja retifikei! lol! vai haver uma quote por capitulo, ok??? =)

ainda bem que estao a gostar!!!!! isso poe-me muuuuito contente, a seriuh! e claruh k podes editar no word, ichi!!! montsro rosa! =) à vontade! quanto à tua participaçao....vou pensar!!! MUHAHAHAH!!! de qualquer maneira....aqui esta mais um...^^ commentem, esperu k gostem! =)



“Se pudesses apenas silenciar-te, livre de memórias ou expectativas, serias capaz de discernir o belo padrão dos eventos. É a tua inquietação que causa o caos.”
Nisargadatta Maharaj


[Capítulo 3 – “Cinco Premonições”]

[Parte 3 – “Difícil de explicar”]

“Acidente? Mas…Um acidente? Porque será que me sinto tonta?”

A rapariga de cabelos claros agarrou-se à cabeça, controlando-se por um momento, até que foi atropelada por uma multidão de gente que abandonava a festa para saber o que se tinha passado.

Ambulâncias e carros da polícia começaram a aparecer, indo em direcção ao local. Lili continuava a indagar-se o que teria acontecido ali, tentando vislumbrar algo na multidão de coreanos que a rodeavam, quando os seus olhos pararam numa rapariga alta, de cabelo multicolor, comprido, esbelta, que a mirava com os olhos com a cor do chocolate, inquisitivos. Era como se o mundo tivesse parado. A rapariga de cabelos claros começou a vasculhar a sua memória, tentando ver de onde a conheceria até que, ao cabo de alguns segundos se apercebeu que era a jovem administradora que vira rodeada de figurões, quando entrara na festa. Agora, que a olhava mais demoradamente, tinha um sensação ainda mais estranha, como se estivesse ligada a ela, de alguma maneira.

Ainda com pensamentos voando-lhe na cabeça, a jovem viu a sua antagonista aproximar-se a passos largos, em direcção a ela. Não sabia porquê, mas sabia exactamente o que ela iria dizer.

-Desculpa, sabes o que se passou ali?

A pergunta tinha sido feita em português, mas Lili já o adivinhara. Respondeu, na mesma língua.

-Não, estava a tentar perceber também.

A outra não parecia estar surpresa por ela responder também em português. Pareciam estranhamente calmas, para duas pessoas que acabavam de se conhecer e não tinham ideia de que provinham do mesmo país. A rapariga de cabelos multicolor apresentou-se, estendendo a mão.

-Sou a Ahriana.

-Eu chamo-me Lili. Muito prazer. – respondeu, apertando a mão que lhe era oferecida.

Agora que estavam feitas as apresentações, era como se conhecessem há imenso tempo, por isso, sorriu à sua companheira e esta, retribuindo o sorriso, falou novamente.

-Sabes o que se passou ali?

-Não…Estavam a dizer que tinha sido um acidente.

-Grave? Parece-me que estou a ver muitas ambulâncias e polícia.

-Não sei. Estavam a dizer que um empresário qualquer e um cantor ou assim qualquer coisa que estiveram envolvidos. Não sei muito bem o que se passou.

As duas raparigas olharam-se. Viram o mesmo desejo e o mesmo impulso nos olhos uma da outra. Não foram precisas palavras. Um sorriso torcido formou-se na cara das duas e começaram a avançar em direcção ao local do acidente.

Alguns quilómetros depois, as raparigas pararam. Liliana via-se perante um cenário que nunca imaginou ver. Eram dois carros, de cor escura, mas que já pouco se discerniam um do outro, pois estavam ambos completamente destruídos. Olhou em volta e viu que havia imenso sangue espalhado no chão, para além de um corpo que repousava, de respiração ausente, ao pé do segundo carro. Lili tinha os olhos muito abertos, pois aquilo provocava-lhe náuseas e choque ao mesmo tempo.

Esquecendo por momentos a companheira, a jovem de olhos de água avançou para o segundo carro. Passou pelo corpo inerte, que tinha sido, obviamente lançado do carro ainda em movimento. O corpo tinha uma forma irregular e a sua cabeça e outras partes do corpo deitavam sangue, que estava espalhado pelo chão. A jovem desviou o olhar rapidamente e a sua cabeça disse-lhe que voltasse para trás, que não devia estar ali. Apesar disso, o seu instinto dizia-lhe que precisava de estar ali naquele momento.

Receosa, aproximou-se do carro, afastando-se o mais possível do corpo na estrada. Quando chegou ao lugar do condutor, olhou pela janela e viu, por entre o vidro partido, que um rapaz semi-consciente estava sentado no banco do passageiro. O rapaz murmurava algo, que quase não se podia ouvir. Lili fez um esforço e aproximou-se um pouco mais.

- A…Aqui…

A voz ténue do rapaz fez com que a jovem quase chorasse e apesar de saber que tinha que chamar alguém, pois ele acabara de desmaiar, as suas pernas pareciam presas e a sua voz muda. De repente, sentiu um cheiro. Todo aquele local tinha um cheiro intenso, a morte e a sangue mas aquele cheiro era diferente. Era um cheiro suave, doce e masculino. Era um perfume. A jovem fechou os olhos e inspirou-o de maneira a poder sentir todo o seu esplendor. Quando os abriu novamente e olhou o rapaz percebeu que aquele cheiro era dele. Quando se apercebeu disto, a sua tontura voltou. Tentou levantar-se, já que estava quase de joelhos, mas não conseguiu. A sua cabeça estava pesada e apesar de tentar combater a tontura, rapidamente caiu no chão desamparada, desmaiada, como o rapaz do carro.

Casas com aspecto rústico e espelhos. Imagens e flashes que passavam em segundos. O rapaz no meio da sala. A rapariga de cabelos claros abriu os olhos. O sonho não terminara desta vez.

Lili olhou em volta, tentando perceber onde estava. Percebeu que estava deitada. Levantou um pouco o corpo e olhou novamente em volta para se aperceber que estava numa cama de hospital. Sem muito tempo para pensar como tinha chegado ali, uma enfermeira entrou no quarto, interrompendo qualquer tipo de pensamento.

-Oh…Já acordou, que bom!

-Hm…Obrigada, mas…Poderia dizer-me o que estou aqui a fazer?

-Ah…Bom…A menina estava no acidente…Encontraram-na desmaiada e trouxeram-na para aqui. Passou a noite aqui, a ser observada.

-E…Já me posso ir embora?

-Se me assinar esta declaração de responsabilidade, pode.

Lili pegou na caneta que a enfermeira lhe oferecia e assinou a folha.

-Desculpe, mas…Outra rapariga, também estava no acidente. Ela está bem?

-Está a falar da outra rapariga que também estava vestida com vestido de gala?

-Sim…Suponho que seja essa.

-Sim, ela também desmaiou. Está no quarto 312. Se quiser ir visitá-la, está à vontade.

-Muito obrigada.

Depois da enfermeira sair, Lili levantou-se e vestiu-se, preparando-se para sair. Sentou-se na cama, calçando os sapatos, e começou a pensar no que teria acontecido na noite anterior. Uma rapariga que nunca tinha visto falando português, aquele acidente estranhíssimo, o perfume, o rapaz. Algo ali não estava bem. Infelizmente, não tinha muito bem a certeza do que seria. Tinha que encontrar Ahriana, definitivamente.

Saiu do seu quarto e vagueou pelo hospital, buscando o quarto 312. Ao passar por um corredor, ao virar uma esquina, encontrou-se com alguém que lhe era familiar. Era uma rapariga ocidental, com cabelos escuros encaracolados e compridos que levava na mão um grande cesto de frutas.

Ficaram a olhar uma para a outra demoradamente até que a morena falou.

-A rapariga do aeroporto!

A jovem de cabelos claros abriu os olhos e lembrou-se. Claro! Tinha sido a rapariga que a tinha ajudado.

-Pois é! És tu!

-Que coincidência encontrarmo-nos outra vez.

-Pois é.

-O que estás aqui a fazer?

-Eu…Já me ia embora…E tu?

-Ah…Com um…Amigo. Ele…Está…Mal…

Lili notou que a outra rapariga tinha a cara vermelha e sorriu. Devia ser alguém muito importante para ela.

-As melhoras para ele, então. Eu tenho que ir embora. Vemo-nos por aí.

-Adeus.

Algum tempo depois do seu encontro inesperado, Lili lembrou-se que se esquecera de perguntar o nome ou o contacto da jovem, mas agora era tarde demais para voltar, pois aquele hospital parecia um labirinto.

Vislumbrou ao longe o número que buscava. O 312. Mas, algo a distraiu. Um cheiro assomou-lhe o nariz novamente. Sentia uma presença ao pé dela, mas não conseguia ver ninguém. Apesar disso, o cheiro era forte, como se estivesse alguém mesmo ao lado dela. A jovem fechou os olhos e inspirou. Abriu-os novamente muito depressa. Era o cheiro dele. Do rapaz. Da noite passada. Olhou para todos os lados, mas, tão rápido como veio, o cheiro abandonou aquele espaço no momento seguinte.

Lili retomou a sua postura e pensou que aquilo estava a ficar cada vez mais estranho. Dirigiu-se, decidida, ao quarto 312.
Quando entrou, porém, percebeu que a amiga ainda estava na cama. Continuava desmaiada. Baixou a cabeça, desiludida. Não podia acordá-la, claro.

-Precisa de alguma coisa?

Lili olhou para cima e viu uma figura olhando-a, inquisitiva.

-Hm…Você é?

-Chul, o assistente dela, muito prazer. Você?

-Ah…Eu sou amiga dela…Estava no acidente ontem.

-Ah! Então, diga-me…O que lhe deu para irem até lá?

-Não iria perceber, lamento. Poderia deixar-lhe uma mensagem minha quando ela acordar?

-Claro. Qual é?

-Deixo-lhe o meu cartão. Diga-lhe que me ligue se quiser e quando precisar. E diga-lhe mais uma coisa…Uma palavra…

-…Sim?

-Destino.

A jovem virou as costas e saiu do quarto, não dando tempo ao subordinado para fazer qualquer tipo de pergunta.
Quando chegou a casa, deitou-se, pensando que noite agitada tinha tido. Acabou por adormecer na cama, de cansaço.

Espelhos partidos. Uma casa. Uma floresta. Cheiros. Sem cores. Sem sons. Só cheiros. Lili deu um salto. O sonho não terminara outra vez. Olhou em volta para ver de onde provinha o som que a acordara. Pegou no telemóvel, que estava a alguns metros e atendeu.

Alguém do outro lado falou, enquanto a jovem tentava acordar plenamente.

-Estou?

-Sim?

-Desculpe. Estou a falar com a Lili?

-Está sim, quem fala?

-Daqui é a Ahriana. Não sei se te lembras de mim.

Lili lutou contra o sono e ao ouvir aquele nome, abriu muito os olhos e ganhou a sua habitual energia.

-…Ah! Sim, claro! Ahriana. Claro que me lembro. Estás melhor?

-Sim, muito melhor, obrigada.

-Fico muito feliz por ouvir isso.

-Hm…Não nos podíamos…Não sei…Encontrar, um dia destes?

-Claro que sim. Ia sugerir o mesmo. Preciso de falar contigo.

-A sério? Sobre?

Tinha a certeza que Chul lhe tinha dado a sua mensagem e que ela saberia a resposta sem ter que a dizer mas pensou que deveria confirmar.

-Destino.

-Quando nos encontramos?

A jovem pegou na agenda e folheou durante algumas páginas.

-Que tal daqui a uns três dias? É a minha primeira folga.

-Óptimo. Por mim está perfeito.

-Combinado, então! Eu entretanto telefono para combinarmos o sítio. Tchau.

Desligou o telemóvel e assentou o compromisso na agenda. Pôs a caneta na boca, falando em voz alta.

-Isto é o início…Só falta saber do quê.


________________________
geeeeez..estou morta---T_T

_________________
FANFICS:

[Link]


[link]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Shyra46
Fã de Prata
Fã de Prata


Feminino
Número de Mensagens : 74
Idade : 27
Localização : Coimbra - Bragança
Emprego/lazer : Estudante
Membro Preferido : Kim Jaejoong
Música Preferida : Doshite kimi wo suki ni natte shimmatan darou; Love in the Ice; Wrong Number; Mirotic; Sky; Darkness Eyes; Begin; Heart, Mind and Soul; You're My Melody; The Way You Are; Hug; Believe; Miss You; Rising Sun; Step by Step; Insa; Maze; Footsteps; HEY! (Don't bring me down); Holding Back the Tears; Suhshi; Incomplete; Crazy Love; Are You a Good Girl; Been so Long; Shelter; COLORS ~Melody and Harmony~; Summer Dream; Taxi; 9095; Rainbow, We are!; Love Bye Love; Share the World; Kiss the Baby Sky; Wasurenaide; Stand By U; Tea for Two...
Data de inscrição : 03/07/2008

MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Sex Dez 26, 2008 5:58 am

Eu sabia que esta história ia ficar do melhor. :yupi:
Inda mais agora com as minhas brilhantes ideias a entrarem em acção. Sou mesmo o máximo. Sad:b): Ok Nayomira não me gabo mais senão nunca mais deixo de te ouvir a reclamar.

Mas tens de admitir que eu sou um GÉNIO!!!! :rir:


Bem estou a gostar do desenvolvimento que esta fic está a levar. Espero que continue tão boa como está.

Sendo agora um bocado egoísta, mal posso esperar pelo meu novo capítulo Sad:b):
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sandrita
Fã de Ouro
Fã de Ouro


Feminino
Número de Mensagens : 604
Idade : 26
Localização : A estudar em Lisboa mas sou de Faro (minha bela terrraaaaa ^^)
Emprego/lazer : Unversidaddddd ^^ University and lots of fun ahahahah
Humor : ultimamente nao anda muito bom... lool mas apesar de tudo o sofrimento não há de o derrubar constantemente :)
Membro Preferido : Junsu~ ^^
Música Preferida : hmmm adoro todas xD mas as que oiço mais são Holding Back the tears, Insa, Love is Never Gone, Beautiful Life, Begin e mais recentemente Doushite Kimi wo Suki ni Natte Shimattan Darou, Summer Dream e Mirotic (viciada já xD) ^^
Data de inscrição : 15/07/2008

MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Sex Dez 26, 2008 6:15 am

uaaaaah tão fixe!!!! Mal posso esperar pelo meu também Razz E é já o proximo se continuar pela mesma sequência cheers já sei que tenho um cestinho de frutas na mão :rir: para o meu... amigo... que ... está... mal... :rir: AVE que ele já está no hospital!!! ufff :xoro:

A descrição da lili dá-me sempre a impressão que ela é uma princesa mistica Sad:b): :rir: Está o máximo :>.<:

Nee... Syra-chan... que ideia é que foi essa???? *curious* Sad?):

kisu*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Shyra46
Fã de Prata
Fã de Prata


Feminino
Número de Mensagens : 74
Idade : 27
Localização : Coimbra - Bragança
Emprego/lazer : Estudante
Membro Preferido : Kim Jaejoong
Música Preferida : Doshite kimi wo suki ni natte shimmatan darou; Love in the Ice; Wrong Number; Mirotic; Sky; Darkness Eyes; Begin; Heart, Mind and Soul; You're My Melody; The Way You Are; Hug; Believe; Miss You; Rising Sun; Step by Step; Insa; Maze; Footsteps; HEY! (Don't bring me down); Holding Back the Tears; Suhshi; Incomplete; Crazy Love; Are You a Good Girl; Been so Long; Shelter; COLORS ~Melody and Harmony~; Summer Dream; Taxi; 9095; Rainbow, We are!; Love Bye Love; Share the World; Kiss the Baby Sky; Wasurenaide; Stand By U; Tea for Two...
Data de inscrição : 03/07/2008

MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Sex Dez 26, 2008 8:00 am

Não posso revelar porque senão a Nayomira MATA-ME. E olha que ela é bem capaz disso.

Só posso dizer que tem a ver com a maneira como nos contactamos com os nossos TVXQ. Opá quando a Nayomira vir isto vai-me matar pale . Tou feita.
Bem mas também tinha de revalar alguma coisa né??? Sad:b):

P.S.: Se tu és a menina com o cesto de frutas. Já sei o que vai passar entre ti e o Xiah. MUHAHAHAHAHA Sou tão má Twisted Evil .
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
nayomira
Deusa Odisseia
Deusa Odisseia


Feminino
Número de Mensagens : 1755
Idade : 26
Localização : Salamanca - Bragança xDDD
Emprego/lazer : Estudante da Faculdade nos tempos livrx! lol!
Humor : I wanna be a froggieeeee! XD
Membro Preferido : Junsu-oppa~ em primeiru lugar....depois vem o Junsu~oppa!!! muhaha!
Música Preferida : Darkness Eyes, Purple Line, Love in the Ice, Kiss Shita Mama Sayounara, Dead End, Rising Sun, O, Choseey Lover, The way you are, Tri-Angle, Doushite Kimi wo Suki ni Natte Shimattan Darou, MIROTIC, Wrong Number, 9095, etc etc! xD
Data de inscrição : 01/04/2008

MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Sex Dez 26, 2008 8:45 am

SHYRA aka ANGELA GIL, se me abres essa boca mais uma vez mato-te mesmo!!!!!!!!!!!!!!!! O.o

sim, sim...eu disse.te logo que era uma ideia genial...mas tambem te deixei escolher, por isso calou! -.-''

e n t preocupes...a gente nao demora muito a aparecer...daqui a um capitulo ja aparecemos outra vez! ^^


pooooois, rivaru-chan...está no hospital...mas sabes que ao hospital vao parar tanto os vivos como os mortos como os quase-mortos ou os quase-vivos...e mais nao diguh!!! MUHAHAHA!!!!! EVIL EVIL IN THE HOUSE! xDDD

anyyyway...o prox vem depressa, por isso....relaxeeeeem! xD

_________________
FANFICS:

[Link]


[link]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"   Hoje à(s) 2:24 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[DBSK/TVXQ FanFic] "Destino"
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Conheça DBSK/TVXQ/JYJ
» Lista de coisas que as sasaengs do TVXQ já fizeram
» Adam "Nergal" Darski (Behemoth) diagnosticado com leucemia
» Vertigo Steps - "surface / light" sai em Abril pela ESW, EP "sublight" em Março; teaser online!
» Cd "Michael" é ouro no Brasil

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fórum Dong Bang Shin Ki (DBSK/TVXQ) Portugal :: Divertimento :: Fanfic/Fanart-
Ir para: