Fórum Dong Bang Shin Ki (DBSK/TVXQ) Portugal

Conheces este grupo coreano com tanto sucesso? Então junta-te a nós, sejas fã ou queiras saber mais e diverte-te!
 
InícioPortalGaleriaFAQBuscarRegistrar-seMembrosGruposLogin

Compartilhe | 
 

 Rumo ao Paraiso

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
nayomira
Deusa Odisseia
Deusa Odisseia


Feminino
Número de Mensagens : 1755
Idade : 26
Localização : Salamanca - Bragança xDDD
Emprego/lazer : Estudante da Faculdade nos tempos livrx! lol!
Humor : I wanna be a froggieeeee! XD
Membro Preferido : Junsu-oppa~ em primeiru lugar....depois vem o Junsu~oppa!!! muhaha!
Música Preferida : Darkness Eyes, Purple Line, Love in the Ice, Kiss Shita Mama Sayounara, Dead End, Rising Sun, O, Choseey Lover, The way you are, Tri-Angle, Doushite Kimi wo Suki ni Natte Shimattan Darou, MIROTIC, Wrong Number, 9095, etc etc! xD
Data de inscrição : 01/04/2008

MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Dom Mar 15, 2009 3:33 pm

SUSANA! nao se dizem asneiras nos foruns, pah!!! nem se escrevem, neste casu! *estou a falar do p.s.*

sim, sei que estavas à espera que te dissesse qualquer coisa em relaçao...a....isto...mas...puah! demasiado complikado!!!!!!! depois expliko?? nao?? sei la!!!!! tenhu sono! fui!

*continua-me esta porkaria! xDDD e sim, eu tb tenhu k continuar a destino, eu sei! T_T*

p.s: a do trinka espinhas com o tamanho da torre eifel??? BRILHANTEEEEE!!!!

_________________
FANFICS:

[Link]


[link]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
shadows_owner
Photoshop Lady/Moderadora
Photoshop Lady/Moderadora


Feminino
Número de Mensagens : 862
Idade : 32
Localização : Normalmente no espaço... Lua é muito perto da Terra.
Emprego/lazer : O meu portatil XD
Humor : Muito... nem q seja morbido XD
Membro Preferido : YunHo - U-Know.... e mais Yunho... que se lixe o resto... YunHo é YunHo e não se fala mais nisso!
Música Preferida : Love in The Ice, Rising Sun, Purple Line, Darkness Eyes, Phantom, Hi Ya Ya Ya, Tri-Angle, Break Up The Shell, Hey (Don't Bring me down), Mirotic... Na verdade são todas as musicas deles! XD
Data de inscrição : 07/09/2008

MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Seg Mar 16, 2009 10:39 am



Finalmente ta online com som.

Enjoy

_________________
Ritmo DBSK Fighting!




Godzilla strikes back! Muahahahahah
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://dongbangshinki-portugal.blogspot.com/
Lili
Bramble Odisseia
Bramble Odisseia


Feminino
Número de Mensagens : 648
Idade : 27
Localização : Madeira
Emprego/lazer : Estudante
Humor : Mais feliz não podia estar :D
Membro Preferido : Yunho *.*
Música Preferida : Love in the ice, O, Tri-Angle, Dead End, Miduhyo, The Way U Are, Crazy Life, Rising Sun, Insa, Footsteps, One, Holding back the tears, A Heartbeat Away, Free Your Mind, Dangerous Mind, Mirotic, Wrong Number, Hey! (Don´t Bring Me Down), Force, Picture of you, survivor, Take your hands, Break Out, Shelter(Jae/Yoo)

Data de inscrição : 16/02/2008

MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Seg Mar 16, 2009 11:04 am

Com disse está muito bom este capitulo loool Essas discussões hahaha

continua continua

_________________

시아준수 * 믹키유천 * 영웅재중 * 최강창민 * 유노윤호
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://dbskportugal.forumeiros.com
ichigo89
Fã de Prata
Fã de Prata


Feminino
Número de Mensagens : 59
Idade : 27
Localização : Odivelas
Emprego/lazer : Estudante de Turismo (1º ano)
Humor : ~ Destiny is the bridge you build to the person you love ~
Membro Preferido : Hero / Xiah
Música Preferida : Love in Ice / Drive / When We will be Together / \"o\" / No Pain No Gain etc...
Data de inscrição : 02/09/2008

MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Seg Mar 16, 2009 11:48 am

So posso dizer uma coisa em relação a esta fan fic.... Estou de greve!!!
Sim!! Até ver algum desenvolvimento nessa minha pesonagm nao vou mais ver nenhum video da fanfic !! XD :-.-:

Outra coisa... Muda a minha foto do video !! XD Estou com uma cara horrivel, e todas as outras estão tao giras ... Rolling Eyes
Aproveita as fotos do cyworld e coloca lá! ^^

Fico á espera de mais.

ps..: esta tua fanfic está a motivar-me para escrever a minha própria fanfic XD :>.<:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://tatiana-azenha.blogspot.com
nayomira
Deusa Odisseia
Deusa Odisseia


Feminino
Número de Mensagens : 1755
Idade : 26
Localização : Salamanca - Bragança xDDD
Emprego/lazer : Estudante da Faculdade nos tempos livrx! lol!
Humor : I wanna be a froggieeeee! XD
Membro Preferido : Junsu-oppa~ em primeiru lugar....depois vem o Junsu~oppa!!! muhaha!
Música Preferida : Darkness Eyes, Purple Line, Love in the Ice, Kiss Shita Mama Sayounara, Dead End, Rising Sun, O, Choseey Lover, The way you are, Tri-Angle, Doushite Kimi wo Suki ni Natte Shimattan Darou, MIROTIC, Wrong Number, 9095, etc etc! xD
Data de inscrição : 01/04/2008

MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Seg Mar 16, 2009 12:35 pm

ichigo89 escreveu:
So posso dizer uma coisa em relação a esta fan fic.... Estou de greve!!!
Sim!! Até ver algum desenvolvimento nessa minha pesonagm nao vou mais ver nenhum video da fanfic !! XD :-.-:

Outra coisa... Muda a minha foto do video !! XD Estou com uma cara horrivel, e todas as outras estão tao giras ... Rolling Eyes
Aproveita as fotos do cyworld e coloca lá! ^^

Fico á espera de mais.

ps..: esta tua fanfic está a motivar-me para escrever a minha própria fanfic XD :>.<:

meu monstrinho rosa, vou-t explikar!!!!!! como esta gaja demora uns certos 500 ANOS pa postar um cap...parece sempre que demora bueeeeee a falar das outras personagens, capiche??????

olha! e onde é q eu tou gira?? akela gaja escolheu logo a pior fotu do rol! possa! -.-''

p.s: UHHHHH eu keru leeeeeeeeeeeeeeeeeer!!!! Very Happy:D:D

p.s 2: continua-m isto, PAH!

_________________
FANFICS:

[Link]


[link]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
shadows_owner
Photoshop Lady/Moderadora
Photoshop Lady/Moderadora


Feminino
Número de Mensagens : 862
Idade : 32
Localização : Normalmente no espaço... Lua é muito perto da Terra.
Emprego/lazer : O meu portatil XD
Humor : Muito... nem q seja morbido XD
Membro Preferido : YunHo - U-Know.... e mais Yunho... que se lixe o resto... YunHo é YunHo e não se fala mais nisso!
Música Preferida : Love in The Ice, Rising Sun, Purple Line, Darkness Eyes, Phantom, Hi Ya Ya Ya, Tri-Angle, Break Up The Shell, Hey (Don't Bring me down), Mirotic... Na verdade são todas as musicas deles! XD
Data de inscrição : 07/09/2008

MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Sab Abr 11, 2009 5:26 pm

“There is always some madness in love. But there is also always some reason in madness.”
Friedrich Nietzsche

Capitulo 8
O Começo da Loucura.


A porta fechou-se e Lili respirou fundo. Aquela miúda não batia mesmo bem, quando iria ela adquirir algum juízo? Jae afastou-se deixando-as com os outros três rapazes.
– Então, que tem a vossa amiga? – perguntou Hankyung. – Ela devia ter mais cuidado, não?
– O sol é cor-de-rosa e as moscas nadam. – respondeu Bony que parecia mesmo enfurecida com ele – Já disse para largares a Ahri de mão!
Afastou-se a passos largos sem qualquer tipo de explicação. Lili ficou a vê-la afasta-se boquiaberta, ela não costumava agir assim, nem nada que se parecesse. As stressadas do grupo eram mesmo Munny, Ahri e Nayo.
Leeteuk agarrou-lhe na mão para lhe chamar a atenção: – Que se passou aqui?
Ela olhou-o surpreendida mas incapaz de lhe levar a mal o gesto graças ao sorriso que ele lhe oferecia: – Não faço ideia. Se calhar discutiu com o Ian.
– Ian? – perguntou Heechul sentando-se na sua cadeira e olhando-a com uma expressão de puro desconhecimento.
Lili não pode deixar de sorrir interiormente. Pobres desgraçados, nunca lhes devia ter passado pela mente uma noite tão atribulada no momento em que haviam saído de casa. Ainda assim não deixava de se interrogar porque raio estavam todos a agir que nem dementes. Primeiro Munny, a Ahri, depois a Nayo e agora Bony. Eles deviam pensar que elas eram todas doidas e provavelmente teriam razões de sobra para tal: – O namorado dela é coreano, chama-se Ian. Estuda no Canada.
Hankyung suspirou: – Esta gente é toda doida.
Ela olhou-o chateada: – Hei! Coloca-te no nosso lugar por um segundo, está bem? Vens para um país estranho para “trabalhar” e no momento em que chegas o que achavas que ia acontecer muda drasticamente para aquilo que nunca sonhaste possível. – sentou-se cruzando os braços e as pernas – De onde tu vens pode ser normal morar ao lado dos teus ídolos e tal. Para nós isto é tudo muito novo com a agravante de não conhecermos a língua e sermos estrangeiras.
Ele fez beicinho mas acabou por pedir desculpas: – Desculpa. Mas vocês são um pouco estranhas.
– Estamos na era da Globalização. Não é ser estranho, é uma cultura diferente da vossa. – respondeu ela – Queres que te diga o que é estranho? Estranho é estar sentada a mesa com pessoas que só via pela TV, neste caso computador, estrelas de um país que nunca imaginei pisar, com quem nunca sonhei falar. Achas mesmo estranha a nossa atitude? Eu acho a vossa estranha. Falar connosco como se nada fosse.
Eles olharam-se e ficaram um pouco em silêncio. Depois acabou por ser Leeteuk a falar: – Confesso que o que nos moveu aqui foi mera curiosidade e peço desculpa por isso.
– Curiosidade?
– Sim. – começou Heechul – O nosso manager mencionou que vocês vinham de fora. Que era uma banda cover estrangeira para os Hyungs. Queríamos conhecer-vos antes de trabalhar com vocês. Saber como eram.
– Esclarecido? – perguntou ela abrindo os braços visivelmente chateada por estar a ser tratada como um bicho no circo.
– Confuso para dizer o mínimo. – observou Leeteuk divertido com a atitude dela – Confesso que gosto da vossa atitude rebelde. Mas por vezes também acho que exageram.
Ela suspirou: – Passarem a vida a dizer que somos esquisitas também não ajuda muito, sabem?
Heechul riu: – Eu não vos acho esquisitas. Vocês são divertidas. – olhou Hankyung e deu-lhe um murro no ombro – Ao contrario de certos chatos que eu conheço. Ri-te homem!
Hankyung olhou-o aborrecido: – Pois, fala o rei da esquisitice. Ages e falas como uma gaja mas é o tipo mais mulherengo que conheço além de teres sempre os penteados estranhos.
– Respeitinho que eu sou teu Hyung! – observou Heechul com um sorriso trocista. Virou-se para Lili e fez um sorriso travesso – Achas que eu sou esquisito?
Ela não pode evitar uma gargalhada: – Divertido, para variar por estas bandas.
Bony atravessou o hall sem ver o caminho e acabou por chocar com alguém. Olhou para cima e deparou-se com Jaejoong. Ele estendeu-lhe a mão para a ajudar a levantar-se: – Desculpa, não te vi. – pediu ele.
Após ter recuperado a voz ela lá lhe respondeu: – Ah… eh… quer dizer… Desculpa. Eu também não estava a ver por onde ir… quero dizer, ia.
Ele sorriu: – É assim tão embaraçoso estar na minha presença?
Ela sorriu de volta: – Embaraçoso? Só podes estar a brincar!? – sacudiu as calças – Quer dizer, tu ofuscas toda a gente.
Ele olhou-a surpreendido: – Eu, o quê?
O riso dela era como uma cascata de água que lhe lavava a alma: – És ofuscante. Fazes mal a vista.
Ergueu uma sobrancelha de desconfiança: – Eu faço-te mal?
– Muito pelo contrário. – respondeu ela divertida com a confusão dele
– Vocês falam de uma maneira esquisita. – observou ele.
Ela voltou a soltar uma gargalhada: – Isso foi porque nunca nos ouviste falar na nossa língua, aposto que isso sim seria esquisito, para vocês.
O sorriu dele iluminou todo o hall. Era estranho estar a ter uma conversa tão casual com Jaejoong… aliás era estranho de todo estar a falar com ele. Jaejoong, o Jaejoong dos DBSK. Andava tudo louco. Olhou-o mais afincadamente e reparou que a roupa dele lhe assentava na perfeição, como sempre aliás. Como era possível que um simples pólo azul-escuro com riscas brancas, com decote em v, e uns jeans azuis-escuros assentassem tão bem a alguém?
Ele fitou-a: – Em que pensas?
– És mais curioso que o que eu pensava. – disse ela afastando-se para o quarto onde tinham os computadores.
Ele seguiu-a: – Que mais pensavas de mim? – perguntou ele.
– Não sei… acho que nunca pensei nada de mal. É um pouco para o impossível pensar mal de ti. – observou ela sentando-se à frente do seu portátil.
Sentou-se ao lado dela e olho-a cheio de curiosidade: – Sério?
– Yep! – disse ela não se atrevendo a olhar-lhe para os olhos temendo que ele voltasse a desarma-la ficou a olhar o PC sem saber muito bem o que fazer .
Ele mirou-a e sorriu: – Estás embaraçada? – perguntou divertido ao vê-la corar.
– Como querias que estivesse? – perguntou ela acabando por enfrentar o olhar doce dele e quem acabou por se retrair foi ele.
O olhar dela era envergonhado mas forte. Como se sondasse a sua face em busca do que procurava. Enfrentou-a com um meio sorriso olhando-a nos olhos e ela corou ainda mais: – Interessante. – observou ele.
Ela desviou o olhar: – O quê?
– Tu. Todas vocês. – explicou ele
Ela ergueu uma sobrancelha de interrogação e mirou-o: – Porque dizes isso?
Ele fez um sorriso maroto e apoiou um cotovelo sobre a mesa e sobre o pulso apoiou a face: – Porque é o que acho. Não posso? Há algum problema?
– Não… eu… claro… quer dizer… não que eu… Há! Raios! Esquece, estou a dizer baboseiras por tua culpa. – observou ela aborrecida apoiando o queixo nas mãos.
Ele soltou uma gargalhada e ela olhou-o aturdida com a reacção dele: – Que foi agora? – perguntou ofendida.
– És muito divertida! Gosto da tua maneira de ser. – observou ele inclinando-se na direcção dela.
– Ai gostas? – perguntou confusa.
– Yep! É proibido? – perguntou ele.
– Eu…

O telemóvel de Nayo tocou e Lili agarrou-o: – Bonito! Outra que também não deixa a cabeça porque está agarrada ao corpo. – olhou o numero e viu que era Ângela. Se não atendesse ficaria preocupada. Olhou os rapazes – Tenho que atender. – disse em Japonês e atendeu em português – Sim? Olá Shyra! Não ela teve que ir com a Ahri… para o hospital. – afastou o telemóvel uns centímetros do ouvido e revirou os olhos – Calma, está tudo bem… sim… não… ela está bem… a Ahri também…. Calma… sim e ctg? Ainda bem… então e novidades… a serio… fixe… ESPERA... TU O QUÊ?
Não que percebessem o que ela dizia mas os rapazes olharam-na alarmados. Achavam piada a forma como ela falava ao telefone mas aquela ultima frase era sem dúvida uma expressão de algo grave. Ela continuou a falar ao telefone. Pareceu dar indicações de algo. Ela falava depressa começando a andar de um lado para o outro com uma expressão chateada e esbracejando enquanto falava. Leeteuk não podia deixar de sorrir perante a atitude dela, mesmo chateada era muito gira. Heechul deu-lhe uma cotovelada e ele olhou-o aborrecido: – Que foi? – perguntou baixo em coreano.
– Se continuares a babar-te não tarda muito tenho os pés molhados. – observou o outro em Coreano a boca baixa.
– Está calado! – barafustou ele.
Liliana desligou o telemóvel e sentou-se na sua cadeira suspirando profundamente abanando a cabeça e balbuciando qualquer coisa na sua língua. Eles olharam-se e depois olharam para ela sem saber o que ela acabara de dizer ou o que acabara de acontecer. Ter-se-ia passado algo de grave?
– Passou-se alguma coisa? – perguntou Hankyung.
Ela suspirou novamente e esfregou a testa: – Bem… Nem sei o que pensar. Não é nada de grave… mas esta casa começa a ficar apertada para tanta gente.
Heechul fitou-a sem perceber a que se referia: – Estás a falar de quê? Não fazemos tensão de dormir aqui. – observou ele sorumbático.
Ela lançou-lhe um olhar cortante: – Experimentem só! Nem se atrevam!
– UUUUUU! – disse Heechul sorrindo – A isso é que eu chamo um olhar ameaçador.
Ela franziu o sobrolho “Nem te passa o quanto” pensou: – Não foi bem uma ameaça, foi mais um aviso.
Hankyung soltou uma gargalhada sarcástica: – Notou-se! Afinal que se passou?
– Vamos ter mais um inquilino! – exclamou ela visivelmente cansada – Já não me bastava ter 3 stressadas no grupo e vem aí a quarta!
– Quarta? – perguntou Leeteuk – Como assim? Quem é a quarta? Estás a falar de quê? Vocês não são seis?
Ela revirou os olhos: – Ah… Bem não tenho paciência para te explicar quem é a quarta ou porque falo das outras três… aliás isto até para mim começa a ser confuso.
Eles olharam-se e depois voltaram-na a olhar completamente confusos e ela não pode evitar um sorriso: – A proposta de passearem connosco amanhã ainda está de pé?
– Claro! – exclamou Leeteuk – Mas porque perguntas?
Ela soltou um sorriso sarcástico: – Porque vão ter mais uma “maluca” para aturar!
– O quê? – perguntou Hankyung estupefacto – Mais uma? Oh que bom! – disse revirando os olhos – Safei-me de dar em doido com um parceiro de quarto como o Heechul e vou dar em doido com miúdas estrangeiras… porreiro.
Heechul acotovelou-o: – És mesmo uma simpatia quando queres, não és?
Bony entrou na cozinha para buscar um copo de água quando alguém tocou a porta.
– Eu abro! – disse Jae do corredor – Devem ser eles.
Lili tentou abrir a boca mas foi tarde de mais um grito vindo da porta da entrada respondeu aos seus pensamentos. Yep! Era mesmo ela.
Quando Ângela, ou Shyra como a tratavam as amigas, tocou a campainha esperava deparar-se com Lili ou uma das outras, no entanto, nunca no mais louco dos sonhos ela esperara que quem lhe abrisse a porta fosse Jaejoong. Ali estava ele, completamente gelado com o grito dela e surpreendido por estar a abrir a porta a mais uma rapariga em vez de ser a Yunho e Yoochun com as outras duas. Estava mesmo a dar em doido com tanta rapariga. Não que fosse mau, alias, o problema era mesmo esse: elas eram todas muito bonitas. Embora aquela tivesse um ar aterrado ao fita-lo algo lhe dizia que ela não estava assustada por ele ser feio, parecia que também ela o conhecia. Sorriu e a rapariga corou até à raiz dos cabelos.
– Olha mais uma! – disse ele em japonês.
Ela olhou-o estarrecida e acabou por se compor: – Primeiro Boa Noite para si também. Segundo, peço imensa desculpa. Parece que me enganei na porta… aliás, acho que me enganei no prédio.
Lili e Bony apareceram atrás de Jae: – Shyra? Mas que raio fazes tu aqui? – perguntou Bony
O queixo de Shyra podia ter-lhe caído aos pés se não estivesse preso e por isso apenas ficou de boca aberta a olha-las se palavras que pudessem descrever o seu horror.
– Entra de uma vez ou o resto dos vizinhos chamam a policia. – observou Lili.
Ela continuava parada na entrada, paralisada, sem saber o que dizer ou fazer até que Jae deu um paço em frente com um enorme sorriso e lhe agarrou na mala: – Desculpa a minha indelicadeza: Boa Noite. Eu ajudo-te.
– Eu… ah… obri… obrigado. – articulou ela em japonês. Ele atribuiu esse facto ao choque dela e não a falta de conhecimento da língua uma vez que todas as outras falavam fluentemente japonês.
– Shyra! – chamou Bony – Acorda mulher!
Jae agarrou-lhe no pulso: – Anda. Não vais ficar ai!


____________________________________________________________________________________________________________________________________

Nota da Autora:
Depreendo que agora se calem por uns dias para eu conseguir acabar isto, não?
Ainda bem. Espero que tenham gostado... comentem!

_________________
Ritmo DBSK Fighting!




Godzilla strikes back! Muahahahahah
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://dongbangshinki-portugal.blogspot.com/
nayomira
Deusa Odisseia
Deusa Odisseia


Feminino
Número de Mensagens : 1755
Idade : 26
Localização : Salamanca - Bragança xDDD
Emprego/lazer : Estudante da Faculdade nos tempos livrx! lol!
Humor : I wanna be a froggieeeee! XD
Membro Preferido : Junsu-oppa~ em primeiru lugar....depois vem o Junsu~oppa!!! muhaha!
Música Preferida : Darkness Eyes, Purple Line, Love in the Ice, Kiss Shita Mama Sayounara, Dead End, Rising Sun, O, Choseey Lover, The way you are, Tri-Angle, Doushite Kimi wo Suki ni Natte Shimattan Darou, MIROTIC, Wrong Number, 9095, etc etc! xD
Data de inscrição : 01/04/2008

MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Sab Abr 11, 2009 7:20 pm

depreendes mal, mas n faz mal!!!xDDDISTO TA GENIAAAAAL!!! XDDDDDDDDDDDD

_________________
FANFICS:

[Link]


[link]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Shyra46
Fã de Prata
Fã de Prata


Feminino
Número de Mensagens : 74
Idade : 27
Localização : Coimbra - Bragança
Emprego/lazer : Estudante
Membro Preferido : Kim Jaejoong
Música Preferida : Doshite kimi wo suki ni natte shimmatan darou; Love in the Ice; Wrong Number; Mirotic; Sky; Darkness Eyes; Begin; Heart, Mind and Soul; You're My Melody; The Way You Are; Hug; Believe; Miss You; Rising Sun; Step by Step; Insa; Maze; Footsteps; HEY! (Don't bring me down); Holding Back the Tears; Suhshi; Incomplete; Crazy Love; Are You a Good Girl; Been so Long; Shelter; COLORS ~Melody and Harmony~; Summer Dream; Taxi; 9095; Rainbow, We are!; Love Bye Love; Share the World; Kiss the Baby Sky; Wasurenaide; Stand By U; Tea for Two...
Data de inscrição : 03/07/2008

MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Dom Abr 12, 2009 3:21 pm

AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH
AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH
AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH
AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH
Shocked Shocked Shocked Shocked Shocked Shocked Shocked Shocked Shocked Shocked Shocked Shocked Shocked Shocked Shocked

CHEGUEI YUPIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

Meu Kami-sama e que chegada.
Toco à porta e ...

TUMBA

Aparece o Jae :>.<:
Ok é hoje que eu vou morrer


Amei principalmente a parte do Jae :>.<: me pegar pelo pulso e ser tãooooooooooooooooo simpático pra mim


Ahri
OBRIGADA MUITO OBRIGADA
ARIGATOU :(ui):
:bjs:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
shadows_owner
Photoshop Lady/Moderadora
Photoshop Lady/Moderadora


Feminino
Número de Mensagens : 862
Idade : 32
Localização : Normalmente no espaço... Lua é muito perto da Terra.
Emprego/lazer : O meu portatil XD
Humor : Muito... nem q seja morbido XD
Membro Preferido : YunHo - U-Know.... e mais Yunho... que se lixe o resto... YunHo é YunHo e não se fala mais nisso!
Música Preferida : Love in The Ice, Rising Sun, Purple Line, Darkness Eyes, Phantom, Hi Ya Ya Ya, Tri-Angle, Break Up The Shell, Hey (Don't Bring me down), Mirotic... Na verdade são todas as musicas deles! XD
Data de inscrição : 07/09/2008

MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Sex Abr 24, 2009 3:41 pm

Continuação do Capitulo 8


Entrou no apartamento arrastada por Jae sem saber muito bem o que dizer ou sequer se estava a sonhar e se estivesse realmente a sonhar… ai da pobre alma que a acordasse. Arrepender-se-ia para o resto da sua pobre vida por tamanho ultraje e ela faria questão de se certificar bem disso. Aquela mão grande e clara que lhe prendia o pulso fazia-o com simplicidade e leveza, no entanto, era uma mão forte e o dono certificava-se tanto que não a magoava como que não a largava. Podia ter caminhado até aos confins do universo no aperto suave daquela mão e o que lhe pareceram quilómetros de prazer na haviam passado de uns míseros dois ou três metros no entanto mantinha o olhar fixo na nuca dele e o queixo escancarado de assombro. Ele parou e olhou-a com notório interesse na expressão dela e sorriu de puro deleite rindo. No entanto, a ela, pareciam instrumentos angelicais a tocar a mais maravilhosa das melodias que os seus ouvidos haviam tido o privilégio de escutar.

– Começo a sentir-me um macaco na jaula de um Zoo. Porque olhas assim para mim? – perguntou ele divertido com a expressão dela.

Falou antes de pensar e arrependeu-se no momento seguinte a o ter feito: – Tu és um macaco e eu sou um orangotango. No mínimo és um Deus.

Ele arregalou os olhos, perplexo: – Tu és o quê?

Ela abanou a cabeça recusando-se a acreditar que dera voz aos pensamentos antes de poder reflecti-los decentemente: – Eu… nada… desculpa. O meu nome é Ângela. Sou amiga delas. – disse apontado Lili e Bony e fazendo uma vénia solene.

As outras riram e Jae juntou-se-lhes: – Ângela? Isso soa a angel. – disse ele sorrindo.

Face à mudez de Shyra, Lili resolveu apimentar um pouco a coisa, afinal, a expressão de Jae era de puro deleite: – Na verdade Ângela é como se fosse a versão portuguesa de Angel.
– Muito Cute! Como não sei dizer o teu nome passo a chamar-te Angel. – disse ele – Anda ajudo-te a por as malas no quarto.

Apenas quando o sentiu puxa-la novamente é que se apercebeu que ele não lhe largara o pulso. Definitivamente mataria quem a acordasse.

Bony não pode evitar os ciúmes com a reacção de Jae a Shyra. Não podia acreditar que ela ali estava. No departamento da esquisitice aquela viagem já ganhara o primeiro lugar. No entanto, nunca poderia confessar os ciúmes que sentira com a atenção que Jae subitamente dedicava a Shyra, afinal ela tinha namorado e Ian era a doçura em pessoa, jamais se poderia queixar do amor ou da atenção que ele lhe dedicava. Mas ver Jae em pessoa complicara-lhe a mente e os sentimentos. Estava confusa e aquilo não estava deveras a ajudar em nada. Se o arrependimento mata-se sem qualquer sombra de duvida que estaria já morta. Restava saber porque a mataria o arrependimento ou de que se sentia arrependida, nem ela própria conseguia explicar.

Hankyung olhou Lili de lado: – Ora… vejamos… começo a perder a conta ao numero de raparigas… afinal vocês são a cover dos DBSK ou a dos Super Junior.

Bony olhou-o de lado: – E eu a pensar que tu não tinhas sentido de humor!

Ele lançou-lhe um olhar cortante: – E eu a pensar que não tinhas cérebro.

– Vamos a definir dois pequenos parâmetros entre nós os dois. Primeiro: falas comigo única e exclusivamente quando te dirigir a palavra, segundo: não te aproximas a mais de 2 metros de mim. – disse ele lançando-lhe um olhar tão feroz que Lili era capaz de jurar que teria cortado aço – Penso que isso será o suficiente para nos entender-mos relativamente bem Sr-eu-sou-melhor-que-vocês. – lançou-lhe um sorriso carregado de sarcasmo afastou-se a bufar.

Se o olhar dela não o matara, o espanto em breve se encarregaria de o fazer e os outros podiam ver isso.

– Que tens tu enfiado nessa cabeça para tratar a pobre da rapariga daquela maneira? – perguntou-lhe Leeteuk – Deixas-te o cérebro em casa ou quê?

– Deixa! – exclamou Heechul – É demasiada informação para ao cérebro dele acumular.

Lili ainda estava boquiaberta: – Eu peço desculpa mas nunca a vi agir assim.

– Eu é que peço. Ele também nunca agiu como um demente se não hoje! – pediu Leeteuk olhando Hankyung de lado embora este mantivesse os olhos fixos no local por onde Bony saíra e não conseguisse ainda pronunciar uma palavra.

– Fazemos assim, – começou Heechul – fingimos que ninguém aqui agiu como demente e deixamos que estes dois, amanhã resolvam as suas diferenças.

– Obrigado. – agradeceu Lili com um sorriso voltando a sentar-se. Ao faze-lo perguntou-se se Bony não estaria a agir por puro despeito e ao mesmo tempo em que pensava no assunto não pode deixar de recriminar Jae pelo facto de agir tão galantemente sabendo em antemão que provavelmente qualquer uma delas gostava dele. Pensando nisso perguntou-se se Shyra já teria morrido de ataque de coração ou se deixava esse acontecimento para o próximo momento em que Jae a tratasse por Angel.


Agradara a Jae a expressão de puro ciúme de Bony muito embora nem soubesse porque quisera provocar-lhos, no entanto, não podia negar que aquela rapariga de cabelos escuros ondulados e olhos de lince era intrigante. Sentara-se numa das camas enquanto a via a por as malas junto a outra e a abri-la para tirar de lá coisas. Fazia-o com ávida agilidade e depreendeu que estivesse habituada a esse tipo de rotina.

– Agora quem se sente macaco num zoo sou eu! – exclamou ela ainda de costas para ele.

– Eh? – perguntou ele apanhado de surpresa.

Ela voltou-se para ele com um sorriso nos lábios: – Quero dizer que percebo o teu ponto de vista. Agora sei o que é sentir-me como um macaco num zoo.

Ele soltou uma gargalha. Ela era divertida, tinha de lhe dar isso, frontal e divertida: – Imagino que estejas habituada a esse tipo de sentimento. – disse ele em tom de provocação.

– Nem por isso. – observou ela perspicaz – Mas posso muito bem começar a habituar-me. – respondeu ela em desafio.

Se as outras o espantavam aquela pura e simplesmente o desarmava, desviou o assunto: – Pareces habituada a desfazer malas.

– Até certo ponto sim. Não que seja como vocês mas digamos que estudo num sitio diferente daquele onde moro. – observou ela. – Muito observador da tua parte. Estás mesmo a estudar-me ou pura e simplesmente gostas de mudar de assunto à tua?

Definitivamente perspicaz: – Talvez um pouco de cada.

– Desculpa lá a pergunta, não que me esteja a queixar nem nada.

– Não tem mal.

– Então permite-me que te faça outra: porque está um membro dos DBSK e três membros dos Super Junior em casa de 6 miúdas portuguesas? – perguntou ela sentando-se frente a ele com notória curiosidade escrita no rosto.

Ele apoiou o cotovelo sobre o joelho e o rosto no pulso mirando-a mais atentamente: – Não perdes mesmo tempo.

– Isso quer dizer que não me vais responder? – perguntou ela espantada. – Lamento se te pareço um bocado para o imprudente e estar a falar irreflectidamente para um estranho que conheço à 5 minutos e que por acaso, mas só por acaso, até é um dos meus ídolos e tal… mas não é todos os dias que bates à porta de casa de amigas tuas e és recebida da forma como eu fui. – explicou ela – Tipo se eu não fosse a pessoa forte que sou provavelmente teriam que me levar para o hospital porque teria tido um ataque de coração, de bom grado como é obvio, mas ainda assim um ataque. Aliás este é um daqueles momentos em que não sei muito bem se estou acordada ou a sonhar e se estiver a sonhar garanto que o pobre desgraçado ou desgraçada que e acordar não vai gostar muito do resultado porque sinceramente não quero acordar. Ainda assim começo a ficar preocupada porque nos sonhos nós acordamos sempre na melhor parte e se eu ainda não acordei é porque a melhor parte ainda está para vir e ai sim é que vou matar alguém.

Jae olhava-a sorridente enquanto ela falava. Era tão honesta no que dizia tão simples a expor exactamente o que pensava. Por vezes aborrecia-se quando as pessoas falavam de mais mas algo lhe dizia que podia estar dias seguidos apenas a ouvi-la falar que não se iria aborrecer de todo: – Falas muito, tu. Quando te abri a porta cheguei a pensar que tinhas ficado muda muito embora o facto de quase me teres deixado surdo motivasse a minha crença no bem-estar das tuas cordas vocais.

Ela corou bruscamente: – Eu… desculpa.

Ele soltou uma gargalhada sonora: – Ficas gira quando coras, dás ênfase à cor dos teus óculos… mas tens um sorriso lindo. Nota-se que és arrojada em tudo o que fazes.

Era como se ele visse além do corpo, directamente para a sua alma, fazendo-a sentir-se meia despida mas a sensação era quente. Os olhos dele transmitiam-lhe uma certa afabilidade, era a primeira vez na vida que se sentia assim frente a alguém. Se já gostava dele antes, agora tinha a certeza que nada no mundo o manteria longe dela: – Porque me olhas assim, além de que ainda não respondes-te!

– Realmente és persistente. – riu ele – Moramos mesmo em frente a vocês. – disse ele e ela não pode evitar ficar de boca aberta – Foi coincidência, eu acho, mas moramos no apartamento em frente. Tal como hoje quando elas chegaram a Ahri estava doente e o Yunho ajudou-a.

O olhar de espanto dela apanhou-o de surpresa: – O Yunho ajudou a Ahri?

– Ele é boa pessoa, claro que sim.

– Não estava a falar nesse sentido.

Ele levantou um sobrancelha de espanto: – Não me estás a tentar dizer…

– Absolutamente nada. – cortou ela rapidamente – Faz de conta que não ouviste nada.

Ele riu pensando para si que se avizinhavam dias animados pela frente.


Junsu acordou e esfregou o pescoço, apenas se apercebeu que Munny dormira ali com ele uns segundos depois. Olhou-a enquanto dormia e afastou-lhe o cabelo dos olhos. Se ela não estivesse sempre a implicar com Changmin e vice-versa até que era muito bonita.

– Eu vi isso! – exclamou Changmin do outro lado.

Junsu olhou com um sorriso matreiro e abraçou Munny: – E depois? Algum problema? Acho-a muito gira.

Changmin cerrou os punhos mas agiu com normalidade: – Se te gostas de tentar domar feras, problema teu. – disse tentando tirar Suri de cima de si sem a acordar.

– Mas eu não a quero domar, gosto dela assim. – observou Junsu estreitando Munny para si e aconchegando o cobertor sobre ela para que ela não sentisse frio. Pelo canto do olho observava atentamente a reacção de Changmin e embora o outro não estivesse sequer a olha-lo sabia muito bem que ele estava a ver o que ele estava a fazer.

Se Junsu queria tentar faze-lo cuspir fogo estava no bom caminho. O que o irritava naquele momento era estar a sentir-se assim por causa de uma miudinha estúpida e teimosa com uma língua mais afiada que o devido e que para ele não devia passar de mais uma fã. Tinha uma rapariga mesmo ao seu lado, que também era muito bonita, no entanto, era como todas as outras, não o atraia. A outra por seu lado era algo diferente. Como se o ar frágil dela o fizesse querer protege-la e naquele momento ela estava a ser seriamente ameaçada por Junsu. Revirou os olhos aos seus próprios pensamentos e a reacção de Junsu. Virou-se para o outro: – Agora deste para atacar mulheres indefesas enquanto dormem? – perguntou tão calmo quanto possível fazendo uso de toda a sua ironia para que o outro não percebesse o quanto isso o afectava.

O outro fitou-o chateado e percebeu que conseguira disfarçar bem usando os pontos francos do adversário: – Eu não preciso desse tipo de coisa porque tipo de pessoa me julgas?

– Não é o que parece! – observou o outro com escárnio.

Junsu levantou-se irritado acordando Munny: – Estás a tentar chatear-me?

– Está a resultar?

Munny esfregou os olhos: – Que se passa? – perguntou ela olhando-os meia grogue de sono.

Junsu e Changmin olharam-se e depois olharam para ela com cara de poucos amigos: – Nada!

Ela olhou-os estupefacta: – Vocês não têm cara de nada.

Junsu irritou-se e foi para a varanda. Changmin sentou-se ao lado de Munny: – Ficas com uma cara muito querida quando acordas.

– Tenho demasiado sono para te responder. – disse ela deitando a cabeça no ombro dele – Acorda-me e morres.


___________________________________________________________________________________________________________________________________
Não consegui ainda acabar tudo.
Espero amanha ter o resto que falta.

_________________
Ritmo DBSK Fighting!




Godzilla strikes back! Muahahahahah
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://dongbangshinki-portugal.blogspot.com/
nayomira
Deusa Odisseia
Deusa Odisseia


Feminino
Número de Mensagens : 1755
Idade : 26
Localização : Salamanca - Bragança xDDD
Emprego/lazer : Estudante da Faculdade nos tempos livrx! lol!
Humor : I wanna be a froggieeeee! XD
Membro Preferido : Junsu-oppa~ em primeiru lugar....depois vem o Junsu~oppa!!! muhaha!
Música Preferida : Darkness Eyes, Purple Line, Love in the Ice, Kiss Shita Mama Sayounara, Dead End, Rising Sun, O, Choseey Lover, The way you are, Tri-Angle, Doushite Kimi wo Suki ni Natte Shimattan Darou, MIROTIC, Wrong Number, 9095, etc etc! xD
Data de inscrição : 01/04/2008

MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Sex Abr 24, 2009 3:48 pm

ta cuuuuurto, possa!!!!! quero maaaaais!!! sim, tambem tens razao pa te queixar da "destino", mas nao abuses, né???? "acorda-me e morres" essa matou-me! xDDDD brilhante! amooo

_________________
FANFICS:

[Link]


[link]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
shadows_owner
Photoshop Lady/Moderadora
Photoshop Lady/Moderadora


Feminino
Número de Mensagens : 862
Idade : 32
Localização : Normalmente no espaço... Lua é muito perto da Terra.
Emprego/lazer : O meu portatil XD
Humor : Muito... nem q seja morbido XD
Membro Preferido : YunHo - U-Know.... e mais Yunho... que se lixe o resto... YunHo é YunHo e não se fala mais nisso!
Música Preferida : Love in The Ice, Rising Sun, Purple Line, Darkness Eyes, Phantom, Hi Ya Ya Ya, Tri-Angle, Break Up The Shell, Hey (Don't Bring me down), Mirotic... Na verdade são todas as musicas deles! XD
Data de inscrição : 07/09/2008

MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Sex Abr 24, 2009 3:58 pm

Agora percebes o meu ponto d vista?
E olha q isto são 4 páginas

_________________
Ritmo DBSK Fighting!




Godzilla strikes back! Muahahahahah
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://dongbangshinki-portugal.blogspot.com/
nayomira
Deusa Odisseia
Deusa Odisseia


Feminino
Número de Mensagens : 1755
Idade : 26
Localização : Salamanca - Bragança xDDD
Emprego/lazer : Estudante da Faculdade nos tempos livrx! lol!
Humor : I wanna be a froggieeeee! XD
Membro Preferido : Junsu-oppa~ em primeiru lugar....depois vem o Junsu~oppa!!! muhaha!
Música Preferida : Darkness Eyes, Purple Line, Love in the Ice, Kiss Shita Mama Sayounara, Dead End, Rising Sun, O, Choseey Lover, The way you are, Tri-Angle, Doushite Kimi wo Suki ni Natte Shimattan Darou, MIROTIC, Wrong Number, 9095, etc etc! xD
Data de inscrição : 01/04/2008

MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Sex Abr 24, 2009 4:19 pm

shadows_owner escreveu:
Agora percebes o meu ponto d vista?
E olha q isto são 4 páginas

tas-me a gozar??? onde é que isto enche 4 paginas, alface? --'

_________________
FANFICS:

[Link]


[link]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
shadows_owner
Photoshop Lady/Moderadora
Photoshop Lady/Moderadora


Feminino
Número de Mensagens : 862
Idade : 32
Localização : Normalmente no espaço... Lua é muito perto da Terra.
Emprego/lazer : O meu portatil XD
Humor : Muito... nem q seja morbido XD
Membro Preferido : YunHo - U-Know.... e mais Yunho... que se lixe o resto... YunHo é YunHo e não se fala mais nisso!
Música Preferida : Love in The Ice, Rising Sun, Purple Line, Darkness Eyes, Phantom, Hi Ya Ya Ya, Tri-Angle, Break Up The Shell, Hey (Don't Bring me down), Mirotic... Na verdade são todas as musicas deles! XD
Data de inscrição : 07/09/2008

MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Sex Abr 24, 2009 4:28 pm

Queres q t mandae o documento do word para comprovar?

_________________
Ritmo DBSK Fighting!




Godzilla strikes back! Muahahahahah
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://dongbangshinki-portugal.blogspot.com/
nayomira
Deusa Odisseia
Deusa Odisseia


Feminino
Número de Mensagens : 1755
Idade : 26
Localização : Salamanca - Bragança xDDD
Emprego/lazer : Estudante da Faculdade nos tempos livrx! lol!
Humor : I wanna be a froggieeeee! XD
Membro Preferido : Junsu-oppa~ em primeiru lugar....depois vem o Junsu~oppa!!! muhaha!
Música Preferida : Darkness Eyes, Purple Line, Love in the Ice, Kiss Shita Mama Sayounara, Dead End, Rising Sun, O, Choseey Lover, The way you are, Tri-Angle, Doushite Kimi wo Suki ni Natte Shimattan Darou, MIROTIC, Wrong Number, 9095, etc etc! xD
Data de inscrição : 01/04/2008

MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Sex Abr 24, 2009 4:42 pm

shadows_owner escreveu:
Queres q t mandae o documento do word para comprovar?

naaaah...tou cansada demais pa isso pa alem de tar com pouca imaginaçao pa sign que quero fazer, por isso...deixa la..--'

_________________
FANFICS:

[Link]


[link]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
shadows_owner
Photoshop Lady/Moderadora
Photoshop Lady/Moderadora


Feminino
Número de Mensagens : 862
Idade : 32
Localização : Normalmente no espaço... Lua é muito perto da Terra.
Emprego/lazer : O meu portatil XD
Humor : Muito... nem q seja morbido XD
Membro Preferido : YunHo - U-Know.... e mais Yunho... que se lixe o resto... YunHo é YunHo e não se fala mais nisso!
Música Preferida : Love in The Ice, Rising Sun, Purple Line, Darkness Eyes, Phantom, Hi Ya Ya Ya, Tri-Angle, Break Up The Shell, Hey (Don't Bring me down), Mirotic... Na verdade são todas as musicas deles! XD
Data de inscrição : 07/09/2008

MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Ter Jun 02, 2009 12:21 pm

Aqui fica a ultima parte do capitulo 8... amanhã sai o capitulo 9... aconselho preparação porque o proximo capitulo pode chocar....
Muahah!



Capitulo 8
O Começo da Loucura (parte final do capitulo Cool



Ter-lhe-ia respondido mas ela adormeceu no momento em que estava para o fazer. Ela era sem dúvida estranha, no entanto parecia um anjo enquanto dormia, tão frágil, tão indefesa. Não seria ela a matar quem a acordasse, seria ele.

Na varanda Bony olhava com ar de poucos amigos para os prédios vizinhos quando Junsu se lhe juntou: – Que bicho te mordeu?

Ela olhou-o assustada. Notava-se que não o ouvira chegar se tão emersa em pensamentos que estava: – Nada.

– É suposto eu acreditar nisso? – perguntou Junsu ficando ao lado ela a olhar para a frente.

– Não estavas a dormir?

– Isso é tudo bom humor? Quem pôs a senhora-bem-disposta mal-humorada? – perguntou ele com um leve sorriso.

Ela suspirou: – Eu mesma.

– A vossa capacidade de falar por enigmas não deixa de me surpreender. – observou ele – Chateaste-te com o teu namorado, foi?

Ela abanou a cabeça: – Ainda bem que és cantor, davas um péssimo adivinho ou bruxo ou lá o que é! – sorrio – Está tudo bem comigo e com o Ian.

– Se precisares de falar… – disse ele – Oh, bem, pelo menos está tudo bem.

Ela suspirou: – Achas que é possível amar duas pessoas?

Debruçou-se sobre o muro da varanda e olhou-a: – Eu acho. Mas a questão não é amar duas pessoas é qual delas realmente queremos.

Bony ergueu uma sobrancelha de desconfiança, saberia ele alguma coisa: – Como assim?

– Por vezes, ao ficarmos confusos, achamos que amamos duas pessoas. Pode apenas dar-se o caso de gostarmos imenso de alguém e de essa pessoa significar muito para nós, no entanto, de gostar a amar costuma ir uma diferença significativa. – explicou ele, viu a cara de espanto dela e sorrio – Tens que avaliar os teus próprios sentimentos quando estás com cada uma dessas pessoas.

Ela apoiou o queixo nas mãos: – E se não conseguirmos faze-lo.

– A pessoa pela qual serias capaz de dar a vida ou de passar a eternidade com ela sabendo que essa pessoa estará sempre lá para nós, a que olha como apenas existíssemos nós… acho que essa costuma ser a pessoa indicada. – observou ele sonhadoramente.

– E se nos arrependermos? – perguntou ela.

O silêncio abateu-se entre eles por momentos. Imaginou que ele ponderasse sobre a resposta: – O tempo costuma a ser melhor conselheiro que tudo o resto, eu acho. – disse ele calmamente – Suponho que tenhas que esperar pelo momento em que sintas que não te vais arrepender de ter escolhido aquela pessoa.

Voltaram a ficar em silêncio por momentos até que ela riu, ele assustou-se com aquela repentina gargalhada e olhou-a estupefacto: – Não leves a mal – começou ela – mas nunca pensei que os teus pensamentos fossem tão profundos.

Ele sorrio: – Erro comum, não te preocupes. É apenas um erro comum.


Liliana voltou a olhar o relógio: – Que raio estarão eles a fazer? – perguntou-se em voz alta.

– Vai correr tudo bem, vais ver. – observou Hankyung. Eles olharam-no de olhos arregalados – Que é? Se sou mau é porque sou mau se sou boa pessoa olham-me como se fosse maluco!

Os outros riram e Heechul bateu-lhe nas costas com demasiada força: – Eu sabia que o verdadeiro Hankyung andava ai para dentro perdido!

– Volta-me a bater com essa força toda e eu juro que de Cinderela passas a esfregona! – avisou Hankyung.

– Yep! Está de volta. – observou Heechul.

– Falas como se eu me tenha estado a comportar como um bicho. – observou Hankyung visivelmente ofendido

Leeteuk suspirou: – Lamento informar-te mas é exactamente a maneira como te tens estado a comportar: como um bicho.

– Lamento se não sou feito de manteiga como tu! – observou Hankyung.

Liliana riu: – Falas de nós mas também tens uma boa dose de sarcasmo.


– Elas sabiam que vinhas? – perguntou Jae.

Shyra olhou-o e depois para as mãos: – Era suposto ser uma surpresa mas acabei por ser eu a surpreendida.

Ele sorriu, gostava da maneira dela de corar: – Foi uma má surpresa?

Olhou-o atónita: – Tenho cara de quem não está a gostar do que está a ver?

Ele soltou uma gargalhada que fez o coração dela soltar uma batida enquanto se inclinava para trás rindo genuinamente: – Tens imensa piada, sabias disso?

– Confesso não estar a ver onde está a graça. – observou ela num tom obviamente sarcástico.

– És genuína, simples e directa. Gosto disso. – confessou ele.

Ela olhou-o aborrecida : – Conheces-me há quê? Cinco minutos? Como podes saber isso?

– Digamos que sou bom a ler as pessoas, muito bom.

O olhar dela converteu-se em algo que ele podia ter comparado ao olhar de uma raposa mas foi o que ela disse que mais lhe agradou: – Eu sei que és bom em tudo o que fazes e é a mim que isso agrada. Saber que te agrada a minha forma de ser é som sombra de dúvida algo que nunca esperei e que me deixa bastante… como hei-de por isto… contente?

– És sem duvida uma pessoa estranha. – observou ele – Mas tal como já disse é um estranho agradável ainda que não perceba inteiramente porquê.

De súbito um ruído de confusão fora do quarto instalou-se. Levantaram-se ambos ao mesmo tempo e depois olharam-se: – Acho que eles já voltaram.

– Esta na hora de a Nayo ter um ataque.

Jae abriu a porta.

Leeteuk olhou o relógio: – Agora começo a ser eu que se preocupa com a demora deles.

Liliana olhou-os preocupada mas os próprios pensamentos acalmaram-na, estavam a falar de Ahri, conhecia pedras menos duras: – Ela fica bem, tenho a certeza.

Hankyung olhava-a mas desta vez divertido com a confiança que ela depositava na amiga. Tinha que admitir que a fé dela na amiga o impressionava: – Pode ser que cheguem a tempo de comer uns bolinhos.

Heechul abanou a cabeça: – Peço desculpa pela besta insensível. Na verdade quem vai fazer o drama connosco é o Donghae… mas ele não pode vir. Ele voluntariou-se para nos fazer companhia… queria manifestar o meu profundo pesar por morar com tamanha besta.

Hankyung acotovelou-o: – Besta é o raio que te parta, ta!?

Liliana olhou-o surpreendida: – Donghae? O Lee Donghae?

Eles olharam-se surpreendidos com a reacção dela: – Conhece-lo?

– Ele é um membro do vosso grupo não é? Não és tu e ele que são muito amigos do Yunho? – perguntou ela a Heechul.

Ele abanou a cabeça afirmativamente: – Começo a sentir-me pequenino face ao que meras desconhecidas sabem de nós.
– Ora então o Donghae vai contracenar connosco… – pensou ela em voz alta.

Heechul começava a não gostar do tom: – Eu sou mais giro.

– Mas ele é mais novo. – observou Hankyung.

– Queres ficar caladinho? – perguntou Heechul ofendido enquanto Leeteuk se partia a rir – Tens muita razão para rir, tu, és mais velho que eu!

Leeteuk lançou-lhe um olhar cortante: – E tu gostas de mo recordar não é?

– Para garantir que não te esqueces.

– Continuo a ter mais fãs… Cinderela. – olhou Lili – Mas porquê o súbito interesse no Donghae?

Ela sorriu, mateira: – Oh, nada! É só que isto começa a ficar interessante, mesmo muito interessante. Ora então se o “Príncipe” vai contracenar connosco.

Soltou uma gargalhada que lhes deu arrepios. Leeteuk sabia, de algum modo, que ela não estava a falar relativamente a si e se assim fosse queria dizer que ela sabia que alguém no grupo tinha um fraco por ele… ou saberia ela mais que aquilo que dizia saber. As vezes, na maneira como ela falava, parecia transparecer uma sabedoria latente nas suas palavras, algo que passava as barreiras do natural e lhe dava um toque místico e sábio, admirava isso nela.

De súbito ela endireitou, pareceu lembrar-se de algo e virou-se para Hankyung que se assustou automaticamente com aquele olhar lacerante: – Nunca me disseste a razão porque não suportas a Ahri.

– Explica porque te haveria de dizer tal coisa? – perguntou ele surpreendido

Ela olhou-o com ar de que sabia o que ele queria esconder: – Interessante, muito interessante.

– Importas-te de não falar como se soubesses que escondo algo? – pediu ele zangado – Parece que sou um criminoso ou que estou ap… OI! Tu não estás a pensar que eu…? – ela sorriu – Oh! Poupa-me. Ainda bem que não sou eu a ter que vos aturar todos os dias… acho que me matava.


Munny despertou subitamente. O pesadelo que tivera ainda estava claro na sua mente apenas o peso sobre o seu ombro a trouxe de volta à realidade. Changmin descasava a cabeça no ombro dela e a respiração dele era calma e compassada, visto daquele ângulo ele era sem qualquer sombra de dúvida muito giro. Tinha que admitir que até chegava a ser fofo.

– Não te apaixones por mim! – exclamou ele ainda de olhos fechados abrindo-os para revelar um sorriso de raposa que a irritou profundamente.

Ela irritou e empurrou-o para fora do sofá fazendo-o aterrar com um trambolhão e acordando Suri: – Que aconteceu? – perguntou esfregando os olhos.

– Preferia dormir com escorpiões a apaixonar-me por ti! – exclamou Munny atraindo também a atenção de Bony e de Junsu.

– Que se passou? – perguntou Bony entrando na sala, quando viu Changmin estendido no chão e o ar de raiva de Munny não pode deixar de rir.

Junsu riu com ela: – Então Changmin… a tratares a sim a menina… estou a ver que não conto com concorrência da tua parte.

O outro lançou-lhe um olhar que podia cortar aço instantaneamente.

Ouviram a porta da rua e a conversa morreu dando lugar à preocupação de saber o estado de Ahri assim que Bony contou por alto o que se havia passado.

– Dejavú, alguém? – perguntou Munny perante a cena de yunho a entrar com Ahri ao colo.

Changmin ainda vinha a esfregar o pescoço pela posição desconfortável em que adormecera: – Que aconteceu agora?

Após deitar Ahri, Nayo, dirigiu-se à sala e deparou-se com Shyra: – Meu kami-sama, que cara*** fazes tu aqui?

– Acolhedora como sempre. – observou Shyra – Podias disfarçar e por um sorriso e dizer: “Ângela, amiga, que prazer em ver-te!”, no entanto, é: “que cara*** fazes tu aqui”. Andamos a evoluir no que toca a qualidade de discurso, nós. Admira-me como é que ainda não és relações publicas, farias um trabalho brilhante e em pouco tempo chegarias a diplomata. – olhou-a de alto a baixo – A julgar pela cara o dia tem-te corrido bem, não. – olhou Yoochun atrás de Nayo que a olhava como um burro olharia um palácio. – A julgar pelo tipo com cara de parvo atrás de ti desconfio a origem de todo esse teu bom humor. Não que possa dizer que não tenhas razão, afinal conheces o meu “amor” pela criatura, no entanto, é sempre bom saber que a tua personalidade afável e amigável te permite receber uma amiga deixando-te isenta de factores externos e tal.

O aborrecimento de Nayo era quase transmissível: – Cala-te por dois segundos e pode ser que consiga dizer-te olá.

– Já me calei.

– Olá. – disse Nayo em japonês passando por ela e sentando-se no sofá.

A outra cruzou os braços e resolveu responder também em japonês: – Olá? É tudo o que me tens a dizer?

A outra suspirou: – Que mais queres que te diga?

– Boa pergunta.

Nayo fitou-a: – Podia perguntar-te o que fazes aqui… mas aposto que é uma qualquer explicação sem qualquer nexo.

– Estás a dizer-me que eu não sou coerente? Até sou uma pessoa inteligente e bastante dotada. – observou Shyra.

A outra continuou a fitar o ecrã da TV.

– Estou a espera. – observou Shyra.

Novo suspiro de Nayo: – Ouve, curto que tenhas vindo e tal e aposto que o fizeste com a melhor das intenções mas sinceramente não tenho paciência para isto agora. Tens razão, foi um dia complicado. Amanha arranco-te o pelo a vontade hoje podes apenas descansar da viagem. Quero-te matar na melhor das tuas formas.

Shyra sorriu: – Gostava de te ver tentar. No entanto também gostava de saber porque raio estão os DBSK em vossa casa.

– Amanhã, Shyra, tem lá piedade, amanhã.

Yunho olhou Jae que sorria abertamente perante a cena: – Quem é a nova stressada? – perguntou ele

– A Angel? É amiga delas e parece que lhes veio fazer uma visita e foi surpreendida. – observou Jae.

Yoochun e Yunho olharam-se e depois novamente para Jae: – Será que ainda haverá mais alguma escondida por aí? – perguntou Yoochun. – Começo a perder a conta ao número de raparigas.

_________________
Ritmo DBSK Fighting!




Godzilla strikes back! Muahahahahah
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://dongbangshinki-portugal.blogspot.com/
Lili
Bramble Odisseia
Bramble Odisseia


Feminino
Número de Mensagens : 648
Idade : 27
Localização : Madeira
Emprego/lazer : Estudante
Humor : Mais feliz não podia estar :D
Membro Preferido : Yunho *.*
Música Preferida : Love in the ice, O, Tri-Angle, Dead End, Miduhyo, The Way U Are, Crazy Life, Rising Sun, Insa, Footsteps, One, Holding back the tears, A Heartbeat Away, Free Your Mind, Dangerous Mind, Mirotic, Wrong Number, Hey! (Don´t Bring Me Down), Force, Picture of you, survivor, Take your hands, Break Out, Shelter(Jae/Yoo)

Data de inscrição : 16/02/2008

MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Ter Jun 02, 2009 12:43 pm

SÓ ISTO?!?!?!?!?! QUERO MAIS!!!!!!!!!!!!!
Adorei está muito bom e fartei-me de rir lol continua por favor :amor:

_________________

시아준수 * 믹키유천 * 영웅재중 * 최강창민 * 유노윤호
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://dbskportugal.forumeiros.com
shadows_owner
Photoshop Lady/Moderadora
Photoshop Lady/Moderadora


Feminino
Número de Mensagens : 862
Idade : 32
Localização : Normalmente no espaço... Lua é muito perto da Terra.
Emprego/lazer : O meu portatil XD
Humor : Muito... nem q seja morbido XD
Membro Preferido : YunHo - U-Know.... e mais Yunho... que se lixe o resto... YunHo é YunHo e não se fala mais nisso!
Música Preferida : Love in The Ice, Rising Sun, Purple Line, Darkness Eyes, Phantom, Hi Ya Ya Ya, Tri-Angle, Break Up The Shell, Hey (Don't Bring me down), Mirotic... Na verdade são todas as musicas deles! XD
Data de inscrição : 07/09/2008

MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Ter Jun 02, 2009 12:46 pm

:(hihi): :(hihi): :(hihi): :(hihi): :(hihi): :(hihi):
Amanhã já ha mais!

_________________
Ritmo DBSK Fighting!




Godzilla strikes back! Muahahahahah
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://dongbangshinki-portugal.blogspot.com/
Shyra46
Fã de Prata
Fã de Prata


Feminino
Número de Mensagens : 74
Idade : 27
Localização : Coimbra - Bragança
Emprego/lazer : Estudante
Membro Preferido : Kim Jaejoong
Música Preferida : Doshite kimi wo suki ni natte shimmatan darou; Love in the Ice; Wrong Number; Mirotic; Sky; Darkness Eyes; Begin; Heart, Mind and Soul; You're My Melody; The Way You Are; Hug; Believe; Miss You; Rising Sun; Step by Step; Insa; Maze; Footsteps; HEY! (Don't bring me down); Holding Back the Tears; Suhshi; Incomplete; Crazy Love; Are You a Good Girl; Been so Long; Shelter; COLORS ~Melody and Harmony~; Summer Dream; Taxi; 9095; Rainbow, We are!; Love Bye Love; Share the World; Kiss the Baby Sky; Wasurenaide; Stand By U; Tea for Two...
Data de inscrição : 03/07/2008

MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Qua Jun 03, 2009 1:08 pm

Kami-sama

Cada cap k sai eu amo mais esta fic... :>.<:

A miña relação com o Jae vai d bom a mlhr
Adorei a naturalidade c/ que o Jae me chama de Angel, é um sonho tornado realidade :amor:

Também amei a parte em k sou tao honesta c/ o Jae que quase lhe digo na cara que gosto dele
Na realidade sempr imaginei k se eu conhecesse o Jae também tentaria sr o mais directa possivel

Fogo Ahri tens msm capacidade pra ler as pessoas

Ja a miña part com a filipa ñ podia tar mlhr
a Filipa a sr mal educada, eu a falar pelos cotovelos
E exactament ixo somos nos lol :rir:

Mal poxo experar pelo proximo cap :(ui):
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
shadows_owner
Photoshop Lady/Moderadora
Photoshop Lady/Moderadora


Feminino
Número de Mensagens : 862
Idade : 32
Localização : Normalmente no espaço... Lua é muito perto da Terra.
Emprego/lazer : O meu portatil XD
Humor : Muito... nem q seja morbido XD
Membro Preferido : YunHo - U-Know.... e mais Yunho... que se lixe o resto... YunHo é YunHo e não se fala mais nisso!
Música Preferida : Love in The Ice, Rising Sun, Purple Line, Darkness Eyes, Phantom, Hi Ya Ya Ya, Tri-Angle, Break Up The Shell, Hey (Don't Bring me down), Mirotic... Na verdade são todas as musicas deles! XD
Data de inscrição : 07/09/2008

MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Qua Jun 03, 2009 2:08 pm

Sei que é pouco mas aki fica a primeira parte do capitulo 9... prometo q amanha o ponho completo.


"To protect ourselves and what we hold dear, we keep frightening beasts within us." Beast Master (Manga)



Capitulo 9
À Primeira Vista




Donghae sentou-se ao lado de Leeteuk e olhou o amigo enquanto ele comia. Do outro lado da mesa Heechul também se apressava a comer. Lembrava-se de o manager deles lhes ter comunicado, há uns dias atrás, que eles os três iriam entrar num drama juntamente com os DBSK e umas raparigas europeias que viriam para a Coreia especialmente para fazer aquele drama, portanto seria falado maioritariamente em inglês. No dia anterior, Heechul ouvira de Yunho que as raparigas já tinham chegado que haviam decidido fazer uma surpresa aos hyungs deles para saberem mais sobre o que se passava. Haviam-no convidado mas como ele tinha que terminar um comercial que tinha estado a filmar não os pudera acompanhar e soubera por Kyuhyun que quem os acompanhara fora Hankyung. No entanto, naquela manhã, Hankyung estava de péssimo humor e Leeteuk e Heechul pareciam preparar-se para sair mas ninguém comentava nada. Acotovelou Leeteuk: – Múmias falam mais que vocês. Que se passou na casa dos hyungs?

– Nada. – observou Heechul não levantando a cabeça mas acabou por olhar Hankyung que bufava a cada 15 segundos – Dás mais uma bufadela que seja e juro por Deus que me passo.

Hankyung lançou-lhe um olhar dilacerante: – Deixa-me em paz se não te importas! – olhou Leeteuk – Tenho mesmo de ir?

O outro suspirou: – Com esse humor acho mesmo melhor ficares. Só iria piorar as coisas e para estar a estragar o passeio com picardias mais vale não ires.

– Ainda bem. – disse o outro levantando-se e agarrou em Siwon – Bora.

Siwon olhou-o estupefacto: – Para onde?

– Hoje faço-te companhia nas filmagens. – disse Hankyung e desapareceram.

Donghae observou a cena e voltou-se para Heechul e Leeteuk: – Passeio?

– Prometemos às raparigas que as acompanhávamos a conhecer Seul. – explicou preparando-se para se levantar.

– Mas vocês já as conheceram? – perguntou atónito.

Eunhyuk lançou um olhar cortante a Leeteuk: – Ainda não acredito que vocês conheceram 7 tipas bués de giras e não me convidaram para ir. Ao menos hoje eu podia ir.

– Sete? – perguntou Donghae. – Parou tudo. Eu quero ir. Também as quero conhecer, vou contracenar com elas, é mais que justo, não?

Leeteuk deu palmadinhas nas costas de Eunhyuk: – Ele tem razão, lamento, mas se formos os 4 vamos atrair muita atenção, mesmo assim os três já atraímos. Fica para a próxima. Depois podes fazer-nos uma visita… melhor… porque não as convidamos para o Kiss the Radio?

Eunhyuk pareceu animar-se: – Fixe. Boa ideia. Vou falar com o produtor. – lançou um olhar desconfiado a Heechul – Não te armes em parvo com as raparigas, tenta não as assustar muito.

– Já passei essa fase. – disse o outro com um sorriso matreiro.

– Vou fingir que acredito nessa.

Ele afastou-se e Sungmin olhou-os: – Meu… eu não tenho mesmo sorte nenhuma. Vocês vão contracenar com os DBSK e ainda por cima com miúdas europeias… são giras?

Heechul sorriu enquanto se levantava e arrastava Donghae e Leeteuk atrás de si. Virou-se para os outros que ainda estavam sentados: – Lamento meninos… mas elas são super giras. Azar o vosso.

Enquanto saiam de casa e entravam os três no carro de Leeteuk, Donghae pensava naquela afirmação de Heechul. Seriam mesmo giras? Para Heechul tudo quanto fosse do sexo feminino era giro portanto não sabia bem em que acreditar. No entanto, havia sempre o olhar distante de Leeteuk que estava a sonhar acordado de tal modo que era capaz de jurar que falhara em levar a comida a boca no mínimo três vezes enquanto comia, fora as vezes em que pegara na chávena de café apenas para se aperceber que estava vazia, voltara-a a colocar na mesa e ficava a olhar pensativamente para o nada para depois voltar a pegar na chávena e aperceber-se que estava ainda vazia. Repetira aquilo umas quatro vezes antes de chegar a brilhante conclusão que se calhar encher a chávena ajudaria.

Heechul, por seu turno, trocara de roupa umas 500 vezes e demorara umas 3 horas na casa de banho. Além de que andava a cantar e a assobiar desde que se levantara e aquilo não era bom sinal para rapariga alguma. Alguém estava bem arranjado com aquela peça no seu encalço.
Pararam no estacionamento do apartamento dos DBSK e ele ficou a olha-los sem perceber porque estavam ali: – Porque viemos ter com os hyungs? Pensava que íamos mostrar Seul às raparigas.

Os outros riram e limitaram-se a subir até ao andar onde os DBSK moravam mas para grande espanto de Donghae tocaram a porta contrária.

– Estão tontos? – perguntou ele chocado – Eles moram naquele apartamento, estão a tocar a porta errada. Estão a ouvir-me?

Uma rapariga de cabelos encaracolados que lhe desciam numa cascata dourada pelos ombros abriu a porta com um sorriso que ofuscava as luzes todas do hall. Disse-lhes olá em coreano e disse para entrarem em japonês. Ele olhou-a estupefacto e acabou por seguir os outros dois sem dizer nada. Não percebia o que se passava nem quem era a rapariga, a única coisa de que estava certo é que ela de japonesa não tinha nada. Enquanto caminhavam até a cozinha, Leeteuk, explicou á rapariga, que parecia chamar-se Lili, que Hankyung não poderá vir mas que Donghae já estava disponível naquele dia.

Ela sorriu-lhe: – Olá, sou a Lili, faço parte do staff das Ritmo DBSK, aliás sou como a manager delas. – explicou ela, em japonês, com o seu sorriso ofuscante.

– Olá, Lee Donghae. Prazer. – disse ele simplesmente. Quando chegaram a cozinha estavam sentadas a mesa 4 raparigas e uma delas andava de um lado para o outro a preparar o pequeno-almoço. Tinha cabelos longos e lisos, de um louro quase castanho, que quase lhe chegavam a cintura, os olhos exprimiam simpatia, era alta e magra, no entanto, dava para perceber que, apesar da beleza física visível, aquele olhar transmitia inteligência. Brindou-o com um sorriso que ele só conseguiu definir como doce.

– Olá, eu sou a Bony. – disse ela num japonês perfeito – Prazer em conhecer-te.

– Muito prazer. – respondeu ele.

Sentada de frente para a porta estava uma rapariga de ar bastante jovem e cabelos também lisos e claros tão compridos quanto os da rapariga que estava de pé. O olhar dela podia ser associado ao de um gato, eram claros e penetrantes mas reparou que a expressão dela ao vê-los não era das mais amigáveis, não obstante tinha que admitir que ela era linda. A rapariga ao lado dela tinha cabelos encaracolados de um castanho chocolate que lhe desciam um pouco a abaixo dos ombros, os olhos rasgaram-se num sorriso tão afável quanto o que lhe aflorava aos lábios para o cumprimentar. Ficou a saber que a mal-humorada era a Munny e a outra Suri.

A rapariga em frente a Suri, de cabelos também encaracolados brindou-o com um dos olhares mais penetrantes que já vira. Os cabelos castanhos-claros com madeixas louras emolduravam-lhe a face redonda e de pele clara dando-lhe o que ele considerava um ar mítico. O sorriso dela era quente e apresentou-se como Nayomira. A rapariga ao lado dela, que se apresentou como Shyra, usava óculos de aros vermelhos e por trás deles os olhos dela eram notoriamente inteligentes e afáveis, não pode deixar de reparar que ela o olhou de alto a abaixo antes de sorrir e se apresentar, sentira-se despido perante aquele olhar.
Tirando os olhos claros de Munny, quem o tinha impressionado haviam sido os olhos azuis esverdeados de Lili. Não admirava que Leeteuk estivesse babado, ela era linda… aliás ele é que estava babado, uma vez na vida Heechul estava certo: elas eram todas lindas.

– A Ahri está melhor? – perguntou Leeteuk a Lili.

Donghae olhou-os inquisitoriamente e lembrou-se que Eunhyuk mencionara que elas eram sete, ou seja ainda faltava uma.

Lili sorriu: – Muito melhor. Já está outra vez enfiada no PC. – informou ela.

– Para variar. – observou Nayo com notório sarcasmo na voz – Ela mal come e mal dorme para estar enfiada a frente daquela porcaria.

– É o trabalho dela, tens que entender. – observou Bony servindo café a Suri, olhou-os – Querem tomar o pequeno almoço connosco?

Heechul sorriu de orelha a orelha: – Adoraria… mas na verdade já comemos, no entanto não digo que não a outra caneca de café.

_________________
Ritmo DBSK Fighting!




Godzilla strikes back! Muahahahahah
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://dongbangshinki-portugal.blogspot.com/
Lili
Bramble Odisseia
Bramble Odisseia


Feminino
Número de Mensagens : 648
Idade : 27
Localização : Madeira
Emprego/lazer : Estudante
Humor : Mais feliz não podia estar :D
Membro Preferido : Yunho *.*
Música Preferida : Love in the ice, O, Tri-Angle, Dead End, Miduhyo, The Way U Are, Crazy Life, Rising Sun, Insa, Footsteps, One, Holding back the tears, A Heartbeat Away, Free Your Mind, Dangerous Mind, Mirotic, Wrong Number, Hey! (Don´t Bring Me Down), Force, Picture of you, survivor, Take your hands, Break Out, Shelter(Jae/Yoo)

Data de inscrição : 16/02/2008

MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Qua Jun 03, 2009 2:26 pm

Pouco?! Pouco?! Isto é uma misera pequena de pouco o que tá escrito.... :xoro: :-.-: Continua por favor. Realmente aquela frase que me falaste tá alto gozo.
Continua vá lá....RÁPIDO!!!

_________________

시아준수 * 믹키유천 * 영웅재중 * 최강창민 * 유노윤호
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://dbskportugal.forumeiros.com
nayomira
Deusa Odisseia
Deusa Odisseia


Feminino
Número de Mensagens : 1755
Idade : 26
Localização : Salamanca - Bragança xDDD
Emprego/lazer : Estudante da Faculdade nos tempos livrx! lol!
Humor : I wanna be a froggieeeee! XD
Membro Preferido : Junsu-oppa~ em primeiru lugar....depois vem o Junsu~oppa!!! muhaha!
Música Preferida : Darkness Eyes, Purple Line, Love in the Ice, Kiss Shita Mama Sayounara, Dead End, Rising Sun, O, Choseey Lover, The way you are, Tri-Angle, Doushite Kimi wo Suki ni Natte Shimattan Darou, MIROTIC, Wrong Number, 9095, etc etc! xD
Data de inscrição : 01/04/2008

MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Sab Jun 06, 2009 9:14 am

ACHAS ISTO MUUUITO???? posta-me maaaaaaais!!!!

AMOOOOOOO esta fic!!! hontou desu!!! XDDDDDDDDD *so much I mess this fic! :xoro: *

_________________
FANFICS:

[Link]


[link]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
shadows_owner
Photoshop Lady/Moderadora
Photoshop Lady/Moderadora


Feminino
Número de Mensagens : 862
Idade : 32
Localização : Normalmente no espaço... Lua é muito perto da Terra.
Emprego/lazer : O meu portatil XD
Humor : Muito... nem q seja morbido XD
Membro Preferido : YunHo - U-Know.... e mais Yunho... que se lixe o resto... YunHo é YunHo e não se fala mais nisso!
Música Preferida : Love in The Ice, Rising Sun, Purple Line, Darkness Eyes, Phantom, Hi Ya Ya Ya, Tri-Angle, Break Up The Shell, Hey (Don't Bring me down), Mirotic... Na verdade são todas as musicas deles! XD
Data de inscrição : 07/09/2008

MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Dom Jun 07, 2009 12:45 pm

Isto é so mais um bocadito... Não sei qd poderei escrever mais... divirtam-se


continuação:


Bony serviu-os de chávenas de café fumegante. Estavam todos sentados a comer quando alguém tocou a porta.
– Eu abro. – disse uma voz do corredor e Donghae apercebeu-se que não pertencia a nenhuma das raparigas que conhecera.
Ahri abriu a porta e deparou-se com Jae: – Muito bom dia. – disse-lhe ela – Tudo bom?
Jae ficou espantado com o sorriso que ela lhe dava: – Vejo que estás melhor.
– Eu estou sempre bem. Eles fizeram uma tempestade num copo de água. – observou ela afastando-se para ele e Yoochun entrarem enquanto cumprimentava Yoochun também.
Jae olhou-a: – Eu também lá estava ontem… lembras-te. Não foi bem uma tempestade num copo de água.
– Para quem me está sempre a dizer que tenho que cuidar de mim falhas redondamente em faze-lo quando toca a ti! – observou Yoochun.
Ahri olhou-o repreensiva e Jae confuso: – Vocês conhecem-se?
– Não! – disse Ahri.
– Sim. – disse Yoochun.
Jae ficou ainda mais confuso: – Sim ou não?
Yoochun fitou Ahri: – Desculpa, eles vão saber mais cedo ou mais tarde.
– Tinha-te pedido isenção neste tópico. – repreendeu-o ela.
Ele virou-se para Jae: – Lembras-te da rapariga dos vídeos?
Jae virou-se para Ahri espantado: – Ela é essa Ahri? Não! – para grande espanto dela abraçou-a deixando-a sem reacção – Finalmente conheço-te! Ainda gosto mais de ti agora.
– Cuidado, se a Bony ou a Shyra vêem eu passo a história em dois segundos! – explicou ela.
Jae e Yoochun riram: – Onde estão elas? – perguntou Jae – Só viemos dizer olá, temos de ir.
– Na cozinha. – disse Ahri. Jae afastou-se mas Ahri agarrou Yoochun por um braço e olhou-o nos olhos – Nem uma palavra disto ao Yunho! Avisa o Jae.
– Mas Ahri…
– Mas nada! – disse ela resoluta – Eu também tenho um grupo para cuidar, Chun, não quero que elas se envolvam na minha demanda pessoal.
Ele sorriu: – Então ainda não desististe?
Ela desviou o olhar: – Já te tinha dito que não queria falar disso. Curto imenso ter-te conhecido, mas não quero ter esperanças a mais no que toca ao Yunho. Somos um brinquedo novo para vocês, mas não quero que ninguém sofra com isso.
– Nunca foste um brinquedo, sabes bem que prezo bastante a tua amizade. – discordou ele não muito feliz.
– E eu a tua. – disse ela empurrando-o para a cozinha – Cumprimenta lá as miúdas e os vossos amigos e vai se não chegas atrasado e o Yunho passa-se.
Quando chegaram a cozinha Yoochun percebeu quem eram os amigos a que ela se referia. Heechul, Leeteuk e Donghae tomavam o pequeno-almoço com elas. Cumprimentou-os e reparou na cara de parvo de Donghae a olhar para eles.
– Só viemos dizer olá antes de irmos e ver se a Ahri estava melhor – disse Jae olhando-os com um sorriso.
Shyra sorriu: – Ainda bem que vieram. Querem comer connosco?
– Desculpa, Angel, mas não posso. – disse ele e reparou que Bony dilacerava Shyra com o olhar.
– Fica para outro dia – observou Bony.
Munny olhou-os: – São só vocês?
Yoochun sorriu: – Descansa. O Changmin não pode vir, aliás, nem sabe que viemos.
Ela pareceu aliviada.
Eles acabaram por ter que ir e Ahri acompanhou-os a porta quando voltou ficou a olhar os três rapazes: – Desculpem a minha ignorância… mas que raios fazem vocês aqui? E que é do Hankyung?
– Ele não pode vir. – observou Heechul – Terás que te contentar connosco.
Ergueu uma sobrancelha de desconfiança e aproximou-se deles: – Contentar-me com vocês? Como assim?
As raparigas olharam-se. Ninguém tivera tempo de contar a Ahri que eles as iam acompanhar. Bony tomou a palavra: – Eles ofereceram-se para nos acompanhar a conhecer Seul.
Ela suspirou: – E ninguém me disse nada porquê?
Elas olharam-se e Nayo fitou-a com o seu melhor olhar de ironia: – Porque tu estavas outra vez doente, cumida! Se pensasses em te tratar em vez de andares a dar uma de heroína podia ser que te apercebesses das coisas antes.
Ahri abanou a cabeça: – Lamento que a minha saúde seja um entrave para os vossos planos. Estou acordada desde as 6 e 30 da manhã… são 8h! Acho que isso vos daria tempo suficiente para me dizerem algo, não? – disse ela com a voz carregada de ironia.
Donghae fitou-a. Não era muito alta e não era o cumulo da elegância mas o cabelo castanho e vermelho mostravam que ela não parecia importar-se muito com o que diziam dela. Vestia-se toda de preto e as pulseiras negras nos pulsos davam-lhe um ar mais de rock que de pop. O que o intrigava mais era sem sombra de dúvida o olhar vivo e fugaz. As outras também tinham um olhar forte e muito bonito, em especial Lili e Munny, mas os olhos negros dela pareciam perscrutar até à alma.
Ela reparou que ele a olhava: – Acho que não fomos apresentados, eu sou a Ahri.
– Lee Donghae. – disse ele simplesmente. Ela tinha uma voz muito bonita e cativante.
Ahri olhou-o curiosa e reparou no olhar de raposa com que Lili a olhava e desviou o olhar dele: – Prazer. Já que vamos ter companhia despachem-se a arranjarem-se que eu arrumo a cozinha.
Elas assentiram e saíram da cozinha deixando-a sozinha com eles.
– Estás melhor? – perguntou Leeteuk
Ela sorriu-lhe: – Sim, obrigado. – reparou no ar de espantado dele – Que foi?
Heechul falou por ele: – Não sabíamos que eras capaz de sorrir. – disse com um grande sorriso.
Ela riu: – Pareço assim tão insensível? – perguntou ela.
– Nem por isso. É só que ficas mais gira quando sorris. – observou Leeteuk ajudando-a.
– Obrigado.
Enquanto ela conversava animadamente com Leeteuk e Heechul, Donghae observava-a com a face apoiada no pulso.
– Fecha a boca que já tenho os pés molhados da tua baba. – disse-lhe Heechul baixinho em coreano.
Donghae fitou-o apanhado de surpresa: – Não me estou a babar! – observou ele.
– Falta pouco. – observou o outro – Nunca te tinha visto assim.
– Ela é… bem… intrigante?
O outro riu fazendo Leeteuk e Ahri olharem-nos: – Que se passa? – perguntou ela.
– O Donghae estava a contar-me sobre a nova paixão dele. – disse Heechul
Donghae bateu-lhe no ombro chateado: – Não estava nada!
Leeteuk e Ahri riram-se e as outras juntaram-se-lhe para sair.

– Não penses tanto! – disse Yoochun a Yunho enquanto esperavam a sua vez da sessão de fotos que estavam a fazer
O outro fitou-o e depois voltou a olhar para Jae que estava naquele momento a tirar as fotos: – Não estou a pensar, estou apenas a esperar pela minha vez. – disse ele.
– Estou proibido de falar no assunto… mas quer-me parecer que há algo na maneira como olhas para a Ahri.
Yunho suspirou: – Estás proibido porquê?
Yoochun sorriu: – Coisas. Não desvies o assunto.
– Pensas que também não vi a maneira como olhas para a tal Nayo e o Changmin para a tal Munny! – exclamou ele
– Estás a comparar? Quer dizer que a maneira que olhas para a Ahri se enquadra na maneira como olho para a Nayo?
Yunho passou-se: – Tas a falar de quê?
– Oh! Vá. Se achas que eu gosto da Nayo é porque estás a admitir que também gostas da Ahri. – observou Yoochun
– Andas a ver muitos filmes! – exclamou Yunho chateado.
Yoochun sorriu perante a irritação de Yunho: – Tu sabes quem ela é não sabes?
Yunho levantou-se irritado: – Para com isso, não sei de que estás a falar.
Foi substituir Jae e este sentou-se ao lado de Yoochun: – Que lhe disseste para ele ficar assim?
– Umas verdades. – observou Yoochun misterioso.
– Andas a tramar alguma!
Yoochun riu: – Só coisas boas.
Jae olhou Yunho pensativo: – Tens certeza que ele quer que faças essas “coisas boas” por ele?
Yoochun riu: – Nem por isso… mas ainda assim nada de impede de tentar a felicidade de dois amigos meus!
Olhou-o enquanto ele ria e um arrepio correu-lhe a espinha. Sabia que Yoochun jamais faria algo para magoar alguém mas tinha medo da reacção de Yunho a tudo aquilo… e aquela rapariga, a Ahri, sabia que Yoochun tinha a amizade dela em consideração… mas não seria esperar de mais que Yunho gostasse dela assim do nada? Saberia ele alguma coisa? Os pensamentos foram dar a Angel e a Bony. Porque se haveria de estar a preocupar com Yunho quando tinha mais em que pensar? Gostara indubitavelmente da rapariga de óculos mas a outra, embora tivesse namorado, fazia-o querer meter-se com ela. Porque raio é que um grupo de miúdas vindas dos confins do mundo lhes havia de dar a volta a cabeça daquela maneira? Aquilo começava a entrar no foro do ridículo e no entanto elas faziam-no querer saber mais delas. Estava a dar em doido por causa de raparigas que conhecia a dois dias e no entanto não era algo que o desagradasse.

Heechul bateu no ombro de Leeteuk: – Vamos leva-las ali! – disse apontando o parque temático do outro lado da rua.
Todos olharam na direcção que ele apontava.
– Fixe! – exclamou Munny – Bora? – perguntou as outras.
– Não me parece que conhecer Seul tenha algo a ver com ir a um parque de diversões! – exclamou Nayo.
Munny franziu o sobrolho: – Tens que ser sempre desmancha-prazeres, não tens?
As outras riram e Lili tocou o ombro de Nayo: – Amanhã também temos o dia livre… podemos aproveitar hoje para nos divertir.
– Achas mesmo que a Ahri nos vai deixar andar a passear amanha quando temos um evento no dia seguinte? – perguntou Suri olhando Ahri de lado.
Shyra abraçou Ahri: – Ora, vocês já ensaiaram suficiente… vá lá Ahri.
Ahri abanou a cabeça: – Alguém me ouviu dizer alguma coisa que nos impedisse de ir? – perguntou ela pondo as mãos na cintura.
Leeteuk passou-lhe um braço pelos ombros de Ahri: – Aqui está uma líder empenhada!
Ela olhou-o surpresa: – Como sabes?
Ele apontou Lili e Ahri sorriu.
Donghae empurrou Leeteuk: – Então vamos! Estamos a perder tempo aqui!
Lili e Leeteuk olharam-se e depois para Donghae e sorriram. A reacção dele fora, no mínimo interessante.
Nayo fitava Suri e Heechul enquanto eles apostavam quem seria capaz de andar na montanha russa sem vomitar.

_________________
Ritmo DBSK Fighting!




Godzilla strikes back! Muahahahahah
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://dongbangshinki-portugal.blogspot.com/
shadows_owner
Photoshop Lady/Moderadora
Photoshop Lady/Moderadora


Feminino
Número de Mensagens : 862
Idade : 32
Localização : Normalmente no espaço... Lua é muito perto da Terra.
Emprego/lazer : O meu portatil XD
Humor : Muito... nem q seja morbido XD
Membro Preferido : YunHo - U-Know.... e mais Yunho... que se lixe o resto... YunHo é YunHo e não se fala mais nisso!
Música Preferida : Love in The Ice, Rising Sun, Purple Line, Darkness Eyes, Phantom, Hi Ya Ya Ya, Tri-Angle, Break Up The Shell, Hey (Don't Bring me down), Mirotic... Na verdade são todas as musicas deles! XD
Data de inscrição : 07/09/2008

MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Qua Out 07, 2009 4:10 pm

NOTA DA AUTORA:

ah e tal.... é estranho pensar q a ultima vez q postei aqui um bocado de um capitulo estava a morar na Madeira...
Sei q a Rumo ao Paraíso está um pouco parada :(oh): mas faço questão de acabar com isto o quanto antes... há outras fanfics q quero acabar e outras q quero escrever, alem d que ha mt tempo q me andam a pedir a tradução disto para inglês.
Para quem nunca leu nada desta fic é a historia de um grupo de raparigas portuguesas q vai ao encontro dos DBSK.... mas acontecem um percalços pelo meio e bem... melhor melhor é ler. Garanto q n falta humor, drama e muita aventura, romance ... Mauhaha
:(hihi): Bem, n matem a autora neste proximo bocadinho do capitulo 9, ainda n é o fim deste capitulo e no total prevejo pelo menos 15 capitulos para esta fanfic, q até ja teve imensos adpetos mas por falta d tempo minha os foi perdendo Sad-.-):
espero q gostem!



"To protect ourselves and what we hold dear, we keep frightening beasts within us." Beast Master (Manga)
Capitulo 9
(Continuação)


Perguntou-se de quem seria que Heechul estaria atrás mas não conseguiu encontrar resposta visto que falava com todas elas por igual, não havia uma a quem tivesse dado mas atenção. Tudo aquilo lhe fazia um pouco de impressão, estavam ali há dois dias e no entanto já passeavam por Seul acompanhadas de 3 membros dos Super Junior. Não se estava a queixar mas a verdade é que dava um pouco nas vistas, algumas raparigas haviam tirado fotos aos rapazes e outras olhavam que nem parvas para eles tentando perceber se eram mesmo eles ou apenas pessoas muito parecidas.

Aliás… estavam ali há dois dias e já conheciam os DBSK. Olhou Donghae que olhava distraído em frente. Seguiu-lhe o olhar achando que qualquer coisa seria melhor que aturar as conversas idioticas de Heechul e Suri mas a única coisa que viu foi a entrada do parque e as costas de Ahri. Voltou a observar Donghae… ele não estava nada distraído, olhava fixamente para as costas de Ahri. Aquilo podia ser mau sinal, em especial porque se notava a quilómetros que ele gostava dela. Teria sido amor a primeira vista? Olhou as costas de Ahri e riu-se a socapa, pobre diabo, estava a meter-se na boca do lobo. Acabou por pensar em Ahri e em Yunho. Ela não dissera nada de mais a Yunho, a não ser que alguém considera-se chamar uma pessoa de “trinca espinhas com o tamanho da torre Eiffel” de alguma coisa, que se recordasse a única coisa que ela havia feito com Yunho era discutir e isso não ajudava de muito. No entanto, a atitude de Yunho não era de total despeito e o mete nojo dera a entender que ele gostava dela. Sabia que Donghae era amigo, de longa data, de Yunho. Aquilo não podia ir dar em nada de bom e não contribuiria em nada para a saúde mental de Ahri, olhou-a de relance, as vezes gostava de saber o que lhe ia na mente e como ela aguentava certas coisas, no entanto, naquele momento sabia que não quereria estar na pele dela quando ela percebesse que Donghae gostava dela. Uma coisa tinha que admitir… Ahri era muito pouco diplomática nessas coisas, nunca sabia o que fazer e acabava por pôr os pés pelas mãos.

Munny deu um pontapé numa pedra da calçada e soltou um suspiro. Aquilo não era das melhores coisas que ela tinha experienciado. Com tanta gente que podia ter conhecido e tinha de ser Changmin a calhar-lhe na rifa. Amaldiçoou novamente a sua sorte, tinha de lhe calhar Changmin na rifa. Não gostava que ele a irritasse porque não queria responder-lhe à letra como ele merecia, sabia que as outras não ficariam muito contentes mas ainda assim também não queria que os outros DBSK pensassem que era mais maluca do que já achavam. Deu um pontapé noutra pedra ao aperceber-se que estava a pensar no cumido do Changmin. Porque raio é que aquele tipo de coisas lhe acontecia sempre a ela? Ele era irritante, acriançado e mais que estúpido, no entanto, lembrava-se bem da noite anterior e do calor aconchegante que sentira quando adormecera no seu ombro, dormira bem ao lado de Junsu mas por alguma razão que a irritava terminantemente, fora o ombro e os braços de Changmin que lhe proporcionaram mais conforto e segurança.


Ouviu Lili rir e olhou-a irritada. Perdeu toda e qualquer irritação ao fita-la. Quanto tempo havia passado desde a ultima vez que a vira tão feliz? Alguma a tinha visto assim? Reparou que também Ahri se apercebera desse facto e sorriram ao olhar-se, se havia alguém que merecia a felicidade era Lili. Parecia que ela havia deixado de caminhar para flutuar graciosamente ao lado de Leeteuk, o seu sorriso uma corrente de água cristalina. Juntos pareciam brilhar.

– Se não tirares esse sorriso estúpido de mãe babada… ela vai perceber! – exclamou Nayomira baixinho ao lado de Ahri que a fitou visivelmente irritada.

Ahri arqueou uma sobrancelha de escárnio: – Primeiro: fala o roto pelo mal remendado… Segundo: volta a insinuar que sou mãe de alguém, ou a tocar na questão da minha idade e vai ser precisa uma espátula para arrancar do chão os bocados em que te desfaço e posteriormente esmigalho. – ameaçou ela olhando Nayo nos olhos.

– Viva o exagero gratuito! – exclamou Nayo – Nunca serias capaz de o fazer!

– É a tua sorte!

Donghae olhava-as perplexo. Não percebera patavina do que haviam dito e sentia que nunca na vida seria capaz do fazer com a mínima decência.

Nayo olhou-o por cima do ombro e não evitou um suspiro de ironia. Voltou-se para Ahri: – Então? Para quando sai o clube de fãs?

Olhando-a espantada, Ahri, estava completamente perdida com o novo rumo da conversa: – Clube de fãs? O dos DBSK? Mas isso é com a Ichi. Tas a falar de quê? – perguntou ainda perdida mas ao ver a obvia expressão de caso de Nayo não pode evitar – Nayo?!

– Hei! Eu só perguntei. – observou ela – Com a fila que anda atrás de ti… não sei como ainda não há um clube de fãs!

Involuntariamente e num gesto mais automático que reflectido, Ahri, olhou para trás em busca de uma fila imaginaria mas deparando-se apenas com Donghae que corou pensando, e até certo ponto bem, que estavam a falar dele. Voltou-se rapidamente para frente também ela corada com a sua estupidez por sequer dar ouvidos a Nayo: – Se não fosses parva querias ser o quê?

Nayo soltou uma gargalhada sincera e respondeu em japonês: – Tua irmã! Facto que me leva a supor que parvoíce é contagiosa e genética. Se não fosses tão tapada já tinhas atingido muita coisa.

A admiração estampada no rosto de Ahri confirmava a sua teoria: – Tas a falar de quê? – respondeu ela também em japonês mais por reacção automática que por intenção.

Nayo sorriu: – Precisamente o meu ponto de vista. – olhou Donghae – Yah! Afinal este parque temático é bom ou não?

Donghae aproximou-se meio a medo, não negava a beleza mas Heechul ocultara o quão intimidadoras eram. Resolveu agarrar o touro pelos cornos e não ceder a pressões: – Bastante bom. É o mais famoso de Seul. Na verdade, até pode ser um pouco arriscado estarmos ali. – observou ele – Se nos reconhecem estamos feitos.

Ahri e Nayo olharam-se e depois para Donghae.

– Se calhar, então, é melhor não arriscar. – observou Ahri

A nota de tristeza na sua voz poderia ser entendida como preocupação mas Donghae percebeu que ela não queria deixar transparecer esse facto e sorriu, afinal elas não eram nenhum bicho de sete cabeças: – Ora! Que é a vida sem um pouco de emoção!? – perguntou passando um braço a volta dos ombros de Ahri e outro pelos de Nayomira obrigando-as a avançar com veemência. Nayo teve usar de todas as suas forças para disfarçar um sorriso enquanto apressava o passo.

Ichi apareceu a saltitar ao lado de Donghae como se se tratasse da encarnação da felicidade pura. O seu sorriso ofuscava tudo a sua volta, em especial os seus três muito espantados espectadores, enquanto falava de Seul, de Ian e do quanto estava a adorar toda a experiencia. Conseguia contagiar todos a sua volta.

Suri atalhou a conversa alertando para o facto de querer que se despachassem pois queria ver o máximo possível enquanto ali estivessem. Perante as caras de grande surpresa dos rapazes foi Nayo quem fez as honras da casa a explicar o que se passava: – Esta tonta…

– Hey! – atalhou Suri.

– Tens razão, desculpa. – replicou Nayo – Eu deveria ter dito: esta estúpida – ignorou as reclamações de Suri – vai estar aqui apenas um total de 5 dias. Volta daqui a dois dias para Portugal. – explicou

Heechul fitou-a espantado: – Então e o drama?

– É a Lili quem vai tomar o lugar dela nas Ritmo DBSK. – observou Ahri – Ela não pode faltar as aulas e assim…

Nayo abanou a cabeça: – Baka rivaru-sama!

– Cala-te! – exclamou a outra – Tenho que estudar e isto não me leva a lado nenhum!

Ahri e Ichi fulminaram-na com o olhar: – Estás em Seul graças às Ritmo DBSK, portanto já foste a algum lado, se te vais embora e não vais mais longe é porque não queres! Einstein disse que o mundo era feito por sonhadores… se não sonhas nunca alcançarás nada na vida que possas verdadeiramente chamar teu! Portanto vou fingir que não ouvi essa teoria idiota disfarçada de desculpa rasca.

Leeteuk achou que a coisa estava a tomar um rumo, no mínimo, escorregadio e entregou os bilhetes a todos.

Ahri fitou o seu bilhete e depois novamente Leeteuk: – Não posso permitir que pagues as nossas entradas! – exclamou indignada.

“A miúda tem mesmo mau feitio!” pensou Donghae enquanto a empurrava para a entrada: – Ao menos aproveita quando te fazem uma oferta. – parou e agarrou-lhe nos ombros e fê-la rodar apenas o suficiente para o fitar cara a cara por cima dos ombros – Consegues fazer isso sem reclamar muito?

Ela corou até a raiz dos cabelos e disse um trémulo “Sim” fazendo todos rirem de vontade.

O dia correu sem quaisquer outros percalços e quando voltaram a casa vinham carregados com peluches, sacos, doces e lembranças. Eram já umas 9 e tal da noite quando chegaram e quando largaram tudo no meio da sala. Munny perguntou-se como iriam levar aquilo tudo para Portugal sendo que planeavam “assaltar” as lojas da baixa de Seul no dia seguinte.

Nem Leeteuk largara Lili todo o santo dia nem Donghae se afastara de Nayo e Ahri. Munny estava irritadiça porque Heechul estava a adorar meter-se com ela, no entanto, pensou para si que preferia o excêntrico Heechul ao parvo do Changmin.

– Vou ter que vos dar umas lições de segurança! – observou Changmin fazendo Munny saltar.

– Não sabes bater a porta!? – perguntou ela furiosa por os seus pensamentos se terem materializado – Assim eu podia fingir que não ouvia e não abria!

Ahri passou com por ele com uma travessa de fumegantes scones com doce e pôs-lhe um nas mãos: – Gelo, Munny! – voltou-se novamente para Changmin – Ainda assim, está nas boas maneiras de qualquer país bater a porta quando se entra, não? – perguntou divertida com a cara de estupefacção com que ele olhava para o scone que ela lhe dera

– Tu… – apontou a cozinha – Como...?

Ahri soltou uma gargalhada: – Passamos por uma pastelaria inglesa pelo caminho. – riu depreendendo que ele pensava que ela não conseguiria ter tempo de os fazer em tão curto espaço de tempo – Sou rápida… mas não tanto!

Ela serviu o resto das amigas enquanto Changmin mordiscava o seu scone e se sentava ao lado de Munny olhando os sacos, atónito – Caramba! Grande dia! Restou alguma coisa por onde passaram?

– Como tu não estavas… foi um dia espectacular. – observou Munny dando uma grande dentada no seu scone.

– Eu sei que tu me adoras. – respondeu ele com um sorriso maroto ao qual Nayo teve que responder com uma sonora gargalhada fazendo Munny olha-la com intentos assassinos.

– Voltaram animadas! – observou uma voz atrás de Nayo fazendo-a parar de rir de imediato e quase se engasgar. Foi a vez de Munny e Changmin rirem. – Isso é tudo alegria por me veres!? – perguntou Yoochun a Nayo.

Esta limitou-se a ignora-lo enquanto fitava um ponto no fundo da sala.

Ahri não queria ninguém maldisposto naquele momento, portanto, antes que Nayo se passasse resolveu intervir: – Chun! Também tenho que te ensinar a bater à porta? – perguntou a Yoochun.

– Sorry sis! – pediu ele tirando-lhe um scone da bandeja e sentando-se ao lado de Ichi, reparou que ela o dilacerava com olhar – What?

– What did I told you!? – perguntou ela irritada

– Oops! Sorry!

Ela olhou-o e ainda abriu a boca mas acabou por a fechar porque Changmin olhava para ela de lado e antes que ele chegasse à conclusão que a conhecia de algum lado, optou por se calar. Quando se virou chocou com Suri sem querer e deixou cair o prato que ela apanhou. Donghae apanhou-a a ela antes de ela tocar o chão.

Yoochun e Changmin olharam-no de olhos arregalados, olharam-se e depois novamente para Donghae. Yoochun ia a abrir a boca quando Ichi o agarrou pelo braço: – Nem penses em abrir a boca. – avisou ela baixinho, mas a ameaça estava latente em cada palavra

– Porquê?

– Porque não quero que tires conclusões precipitadas. – observou ela – Já não a via sorrir assim à algum tempo.

Yoochun olhou-a de lado: – O Donghae não está propriamente a ser cortês por amizade. Conheço aquele olhar de cachorrinho. Ele está de quatro por ela.

– Mas ela não sabe disso porque, como bem sabes, está de quatro pelo Yunho e vê o Donghae como um amigo. – observou Nayo – A Ahri pode ser muito inteligente mas até certo ponto é muito burra.

– Ele não vai ficar feliz. – observou Yoochun

– Ele?

– O Yunho!

– Já estão a treinar para o drama ou vamos ter casamento em breve e ninguém me convidou? – perguntou Yunho. Yoochun e Ichi encolheram-se enquanto Nayo sorriu. O tom de voz era controlado, seguro e carregado de ironia mas Yoochun conseguia detectar a raiva que ele tentava ocultar por já o conhecer a muitos anos, por muito composta que fosse a expressão do seu rosto e o tom da sua voz, Yoochun, conseguia quase ver a raiva a fervilhar por baixo da mascara de UKnow.

Ahri pôs-se direita à velocidade da luz. Tirou o prato das mãos de Suri e enfiou-o nas mãos de Yunho fazendo-o recuar dois passos tal fora a força que ela empregara: – Em vez de bocas parvas e observações deveras inúteis, porque não te fazes útil! Will you?

Yunho fitou as costas de Ahri enquanto ela se afastava a passos largos bufando para a sala onde elas tinham os computadores. Entregou o prato a Donghae preparando-se para a seguir mas Jae impediu-o: – Deixa-a ir. – disse-lhe ele em coreano. Yunho olhou-o e parou apenas o tempo suficiente para que Jae o largasse e assim que este o fez desapareceu à velocidade de um raio pelo corredor.

Yoochun disse algo a Jae em coreano. Ele argumentou de volta e Yoochun abanou a cabeça, Donghae reclamou qualquer coisa em coreano ao que Jae, Ichi e Yoochun lhe lançaram um olhar cortante; Donghae voltou a reclamar algo ao que Yoochun ripostou maldisposto e Ichi assentiu com um “ ne”

Nayo passou-se: – Yah! – berrou ela fazendo todos calarem-se e olha-la – Tradução se faz favor!

– Amanhã vamos juntos para o local de filmagens e vamos ter que morar todos juntos por uns tempos! – observou Changmin – Portem-se decentemente!

Munny olhou-o de boca aberta: – Nós vamos o quê?

Yoochun abanou a cabeça: – Morar todos juntos! O local de filmagens é fora de Seul. É numa província um pouco mais a norte, vamos filmar um drama épico, por isso vamos ficar lá durante pelo menos duas a três semanas para filmar as primeiras partes do drama. – observou ele.

_________________
Ritmo DBSK Fighting!




Godzilla strikes back! Muahahahahah
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://dongbangshinki-portugal.blogspot.com/
Lili
Bramble Odisseia
Bramble Odisseia


Feminino
Número de Mensagens : 648
Idade : 27
Localização : Madeira
Emprego/lazer : Estudante
Humor : Mais feliz não podia estar :D
Membro Preferido : Yunho *.*
Música Preferida : Love in the ice, O, Tri-Angle, Dead End, Miduhyo, The Way U Are, Crazy Life, Rising Sun, Insa, Footsteps, One, Holding back the tears, A Heartbeat Away, Free Your Mind, Dangerous Mind, Mirotic, Wrong Number, Hey! (Don´t Bring Me Down), Force, Picture of you, survivor, Take your hands, Break Out, Shelter(Jae/Yoo)

Data de inscrição : 16/02/2008

MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Qua Out 07, 2009 4:40 pm

flutuar??!!!!O.o
ahhh isto tá pequenino como sempre.
Estás a matar-me de curiosidade....eu vou morrer...quero saber o resto :(oh):

Morar todos juntos?!?! Já tou com medo isto promete loool

continua estás a escrever muito bem^^

_________________

시아준수 * 믹키유천 * 영웅재중 * 최강창민 * 유노윤호
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://dbskportugal.forumeiros.com
nayomira
Deusa Odisseia
Deusa Odisseia


Feminino
Número de Mensagens : 1755
Idade : 26
Localização : Salamanca - Bragança xDDD
Emprego/lazer : Estudante da Faculdade nos tempos livrx! lol!
Humor : I wanna be a froggieeeee! XD
Membro Preferido : Junsu-oppa~ em primeiru lugar....depois vem o Junsu~oppa!!! muhaha!
Música Preferida : Darkness Eyes, Purple Line, Love in the Ice, Kiss Shita Mama Sayounara, Dead End, Rising Sun, O, Choseey Lover, The way you are, Tri-Angle, Doushite Kimi wo Suki ni Natte Shimattan Darou, MIROTIC, Wrong Number, 9095, etc etc! xD
Data de inscrição : 01/04/2008

MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Qui Out 08, 2009 4:06 am

xamas a esta CACA capitulo??? e depois reclamas dos MEUS???? ai mas k moral! -.-''

ok...tou a AMAR, completamente (principalmente a parte em q a suri volta pa portugal...muhahahahaha) e estou à espera d mais!

essa parte d morar toda a gente junta é que me esta a xeirar a esturro! mas prontooooos...

_________________
FANFICS:

[Link]


[link]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Rumo ao Paraiso   Hoje à(s) 8:40 am

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Rumo ao Paraiso
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 4 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Rumo a Fama
» Curso Empurre seus Limites - Ricardinho Paraiso!
» Os Senhores do Anel
» Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9
» Baixo Dolphin RP5

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fórum Dong Bang Shin Ki (DBSK/TVXQ) Portugal :: Divertimento :: Fanfic/Fanart-
Ir para: